Sábado, 18 de Novembro de 2017

Estado define hoje ajuda a Campo Grande

3 MAR 2010Por 05h:35
Plano de recuperação de Campo Grande, atingida por tromba d’água no último sábado, que causou destruição nas regiões central e norte da cidade, discutido hoje pelo prefeito Nelsinho Trad e pelo governador A ndré Puccinelli. A estimativa dos prejuízos é superior a R$ 11 milhões. Obras para contenção da cratera da Rua Ceará e construção dos acessos na Avenida Ricardo Brandão foram alguns dos serviços seriamente danificados. “Vamos apresentar ao governador informações detalhadas dos estragos e as ações que estaremos implementando para recuperar a cidade”, afirmou o prefeito, que decretou situação de emergência. O horário do encontro será definido somente hoje quando André retorna de Brasília. Na segunda-feira, em Dourados, o governador anunciou que equipes da Secretaria de Obras Públicas estariam à disposição da prefeitura de Campo Grande. Ricardo Brandão Os trabalhos emergenciais na Avenida Ricardo Brandão não foram concluídos até a noite de ontem, conforme previu o secretário de Infraestrutura, Transporte e Habitação, João Antônio De Marco. Somente as ações de desobstrução do córrego Prosa foram finalizadas. Por volta das 19 horas de ontem, operários corriam contra o tempo para reparar a pista. Porém, montes de terra e máquinas ainda estavam sobre a via, o que impedia a liberação para o trânsito. No mesmo horário, fiscais da Agência Municipal de Trânsito (Agetran) sinalizaram e reorganizaram o tráfego na esquina da Avenida Ricardo Brandão com a Rua Nova Era, onde houve congestionamento por conta da chegada dos alunos da Universidade Uniderp/Anhanguera. A partir da sinalização, o fluxo de veículos ficou mais rápido, porém, continuou tumultuado. Ministérios O prefeito Nelsinho Trad viaja amanhã a Brasília onde terá audiência em dois ministérios para reivindicar verba a ser utilizada na recuperação de Campo Grande que foi atingida por tromba d’água no sábado. A primeira reunião vai ser às 10h, horário de Brasília, com o ministro de Relações Institucionais – o terceiro na hierarquia do Palácio do Planalto –, Alexandre Padilha. O ministro é responsável pela liberação de recursos pelo Governo federal. Uma hora depois, às 11h, a reunião será com o min istro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, responsável pelas questões técnicas para viabilizar os recursos. A bancada federal sul-mato-grossense vai acompanhar o prefeito nas duas reuniões.

Leia Também