Segunda, 20 de Novembro de 2017

Empresa já esteve envolvida em vários escândalos na Capital

2 FEV 2010Por 23h:29
A empresa Financial Construtora Industrial já esteve envolvida em vários escândalos na Capital. Além da aquisição da “área do papa” em troca da execução do asfalto no Bairro Novos Estados, a empreiteira também venceu a concorrência para executar obras no Aeroporto Internacional de Campo Grande, no valor de R$ 1.232.586,86, em 2004, mesmo período em que construções e reformas foram alvos de investigações da Polícia Federal. Em 2005, a Financial foi acusada de ter sido beneficiada numa licitação para substituir a empresa Vega Engenharia, então responsável pela coleta de lixo na Capital. Na época, a empresa comprou 26 caminhões e 80 contêineres antes mesmo da conclusão do certame. A empreiteira ainda faz parte de um grupo de 18 empresas investigadas pela polícia, que apontou superfaturamento de R$ 991,8 milhões em obras de 10 aeroportos brasileiros, dentre eles o de Corumbá. Conforme a polícia, a Financial faria parte de um esquema fraudulento de licitações comandado pelo então presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Carlos Wilson, no período de 2003 a 2006. Ao todo, os 52 investigados teriam praticado crimes de formação de quadrilha, crime contra a administração pública (peculato), corrupção ativa e passiva, crimes contra a ordem econômica e fraudes em licitações. (VS)

Leia Também