Sexta, 24 de Novembro de 2017

Em 6 meses, multas aplicadas pela PM na Capital aumentam 137%

17 JUL 2010Por 07h:29
Vânya santos

A Companhia Independente de Polícia Militar de Trânsito (Ciptran) registrou aumento de 137% na quantidade de infrações aplicadas em Campo Grande nos primeiros seis meses deste ano. Conforme dados divulgados pela companhia, de primeiro de janeiro a 30 de junho de 2010 foram aplicadas 17.144 multas contra 7.234 no mesmo período do ano passado.
“O aumento é bastante expressivo porque o objetivo da Ciptran é a fiscalização mais rígida e, paralelo a isso, temos um trabalho de educação e conscientização no trânsito”, justificou o comandante da companhia, major Alírio Villassanti, esclarecendo que as notificações foram feitas pelo atual efetivo de aproximadamente 130 policiais.
Dados da Ciptran apontaram que a infração mais cometida por condutores nos primeiros seis meses de 2010 foi conduzir veículo sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou permissão, com 1.939 registros, seguido de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo vencido (1.890), avançar sinal vermelho (1.873), dirigir falando ao celular (1.593), conduzir sem portar documento do veículo (1.445) e dirigir sem cinto de segurança (1.327). Durante o período foram aplicadas 303 multa por embriaguês.

Mortes
Já a quantidade de mortes ocorridas no local do acidente teve redução de 24%, de acordo com a companhia. De janeiro a junho deste ano foram registradas 22 mortes contra 29 no mesmo período de 2009.
Para o major Alírio, essa redução ocorreu em função da fiscalização rigorosa, principalmente nos locais onde a incidência de infração é maior, como nos altos da Avenida Afonso Pena, em algumas conveniências, postos de combustíveis e as principais vias de acesso a bairros, além de campanhas educativas. O comandante explicou que todos os locais foram apontados por estudo feito pela Ciptran. “As pessoas começam a perceber que o trânsito precisa ser utilizado de forma adequada”, explicou.

“Amarelinhos“
O índice de multas aplicadas por agentes municipais de trânsito, também conhecidos como “Amarelinhos”, aumentou 178% de janeiro a abril de 2010 se comparado com o mesmo período de 2009. Ao todo, foram registradas 21.156 notificações neste ano contra 7.603 no ano passado. Para o chefe do serviço de fiscalização da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Carlos Gomes Guarini, o aumento no registro de multas se deve ao número de agentes que subiu de 15 para 41 (173%), já que servidores que atuavam nos terminais de transbordo foram transferidos para fiscalizar condutores.

Leia Também