Quinta, 23 de Novembro de 2017

Em 30 dias, Olho Vivo será ativado em dois pontos

6 MAI 2010Por 06h:51
Os equipamentos Olho Vivo instalados na Avenida Gury Marques, em frente ao Terminal Rodoviário Senador Antônio Mendes Canale (nova rodoviária), e na Rua Joaquim Murtinho, próximo ao Centro de Convivência do Idoso (CCI) Vovó Ziza, começam a funcionar em 30 dias. A Agetran terminou de instalar a estrutura e trocar a fiação dos semáforos que receberão o aparelho na madrugada de ontem. Ainda este mês serão instaladas as câmeras e radares que, até o fim do mês, começarão a flagrar motoristas imprudentes.
Segundo Rudel Trindade Júnior, depois que forem ativados, por mais 30 dias, a agência deve apenas notificar condutores. O Olho Vivo será usado para flagrar motoristas que “furam” o sinal vermelho e também consegue detectar veículos transitando em alta velocidade. “É o período educativo, para evitar que motoristas aleguem que foram pegos de surpresa. Mas é bom adiantar que, com certeza, em 60 dias já estaremos multando”.
Ultrapassar o semáforo fechado e transitar em excesso de velocidade são infrações de natureza gravíssima, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O motorista que cometer qualquer uma das irregularidades é punido com 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e tem de pagar multa no valor de R$ 574,72.

Outros pontos
Segundo Rudel, a Agetran também deve instalar, em breve, o novo equipamento na Avenida Afonso Pena, em frente ao Shopping Campo Grande. O diretor-presidente explica que estão sendo avaliados “alguns outros locais” para a colocação das câmeras, mas que a prioridade é para vias que recebem grande quantidade de pedestres.
“Dentre as finalidades do Olho Vivo, acredito que a principal é evitar acidentes entre pedestres e veículos, situação que, infelizmente, tem se tornado comum. É por isso que escolhemos a rodoviária e o Centro de Convivência. As pessoas que passam por estes locais ficam vulneráveis”, afirma Rudel. (AZ)

Leia Também