Domingo, 19 de Novembro de 2017

Culinária

Ela é um estouro!

20 JAN 2010Por 04h:57

Pipoca mais filminho são irresistíveis! E na hora do lanche com a criançada em férias, também. Não há quem diga não à tradicional pipoca branquinha e salgada. O milho no óleo quente faz aquele barulho característico e o cheirinho é inconfundível. Depois, é decidir se vai comer ao natural ou incrementada. E justiça seja feita: aquela porção do cineminha tem cinco vezes mais fibras do que se você comesse a mesma quantidade, em gramas, de alface! Mas o efeito digestivo só acontece se você beber alguma coisa junto. Mas evite o refrigerante e vá de água ou suco. A parte mais fibrosa do milho ou pericarpo, no jargão dos especialistas, tem papel importante na explosão dos grãos. Trata-se de uma película grossa que retém o amido, que incha muito em altas temperaturas. A capa de fibras não. Ou seja, a pressão no interior do grão se torna insuportável. Resultado: poc, poc, poc! Como num passe de mágica, o grão duríssimo se transforma em um floco branco e macio e esse carboidrato duro na queda passa intacto (ou quase) pelo aparelho digestivo e assim não provoca altas repentinas nos níveis de glicose. Como comprar No supermercado, observe o formato e a cor dos grãos. Eles devem estar arredondados, feito pérolas, e com a coloração uniforme. Manchas esfumaçadas denunciam que o amido está mole, o que empobrece o alimento. Na hora de preparar, não abuse do óleo, até porque o milho encharcado tende a demorar muito para estourar. Mexa sempre a panela, que deve ser bem grossa — assim o calor alcança todos os grãos. Para incrementar o aroma, adicione ervas como o alecrim e o orégano à gordura. Agora, se você curte mesmo a praticidade de uma pipoca para micro-ondas, então ao menos opte por aquelas livres de gorduras trans e com o menor teor de sódio.

Receitas

Pipoca

Ingredientes

quanto baste de milho para pipoca

quanto baste de óleo

quanto baste de sal

Modo de fazer:

Numa panela alta e grossa coloque o

óleo. Acenda o fogo e deixe esquentar.

Coloque o milho numa quantidade em

que todos os grãos fiquem encostados no

fundo da panela. Tampe a panela e, segurando

a tampa, vá fazendo movimentos

circulares sobre a chama do fogão. Quando

começar a estourar, continue movimentando

regularmente, só parando e

desligando o fogo quando parar de ouvir

os estouros. Coloque as pipocas em uma

bacia e tempere com sal a gosto.

Pipoca doce

Ingredientes

5 colheres de sopa de óleo

5 colheres de sopa de milho para pipoca

5 colheres de sopa de açúcar

3 colheres de sopa de água

1 colher de sopa de chocolate em pó

Modo de fazer:

Colocar tudo na panela.

Levar ao fogo de baixo a médio, mexendo

sempre devagar. A pipoca irá demorar

um tempo maior para começar a estourar.

Desligar o fogo quando o intervalo de

tempo entre os estouros da pipoca diminuir.

Está pronta para comer.

Pipoca doce de groselha

Ingredientes

1 xícara (chá) de milho para pipoca

1 xícara (chá) de óleo de soja

1 1/2 xícara (café) de xarope de groselha

100 g de açúcar cristal

Modo de fazer:

Estoure a pipoca no óleo e reserve, faça

uma calda de groselha com o açúcar até

obter ponto fio, despeje a calda ainda

quente na pipoca misture bem até homogeinizar.

Após esfriar, servir.

Pipoca com chocolate

Ingredientes

100 g de pipoca de milho estourada (ou

pipoca de canjica

já pronta)

- 1 quilo de chocolate ao leite (ou meioamargo

ou branco)

hidrogenado picado

Modo de fazer:

Numa panela em banho-maria, derreta

o chocolate ao leite (ou meio-amargo ou

branco) hidrogenado picado. Banhe, aos

poucos, a pipoca de milho estourada.

(Dica: caso o chocolate endureça, volte a

panela ao banho-maria para que derreta

novamente). Retire cada pipoca, com o

auxílio de um garfo, e escorra bem para

retirar o excesso de chocolate de cada

pipoca. (Obs: o importante é deixar uma

camada fina de chocolate em cada pipoca).

Vá colocando as pipocas banhadas numa

assadeira forrada com papel manteiga

para secar por mais ou menos 20

minutos, fora da geladeira em ambiente

não muito quente (ou 10 minutos na geladeira).

Bolinha de pipoca

Ingredientes:

2 xícaras de pipoca estourada (sem sal)

1/2 xícara de açúcar

1/2 xícara de glucose de milho branca

250 g de pasta de amendoim

Margarina para untar as mãos

Modo de fazer:

Separe as pipocas numa tigela e quebreas

com a mão grosseiramente. Reserve.

Numa panela, derreta o açúcar até formar

uma calda caramelizada; acrescente

a glucose de milho e a pasta de amendoim.

Mexa muito bem e desligue o

fogo; despeje o creme sobre a pipoca e

misture tudo com as mãos até que toda

a pipoca esteja no creme. Unte as suas

mãos com margarina e forme bolinhas

do tamanho desejado.

Bolo de pipoca

300 g de chocolate meio-amargo picado

400 g de chocolate ao leite para cobertura

picado

250 g de suspiros pequenos comprados

prontos quebrados grosseiramente

1 pacote de pipoca para microondas

Modo de fazer:

Estoure as pipocas no micro-ondas,

conforme instruções da embalagem e

coloque em uma tigela grande até esfriar.

Junte então os suspiros quebrados

e o chocolate meio-amargo, previamente

derretido, combine tudo muito bem e

transfira o composto para uma forma de

22 cm, forrada com papel filme. Leve à

geladeira e deixe firmar por cerca de duas

hora. Derreta a cobertura de chocolate ao

leite. Descole com cuidado o papel filme

da forma, desenforme o bolo em um prato

de serviço e descarte o papel. Espalhe

a cobertura de chocolate, decore a gosto

e sirva em seguida, com a cobertura ainda

cremosa.

Leia Também