Sábado, 18 de Novembro de 2017

Efeitos colaterais

5 FEV 2010Por 00h:44
Pesquisas revelam que dormir menos do que o corpo precisa envelhece, aumenta em 45% o risco de ter problemas de coração, facilita a pressão alta e alguns tipos de câncer. Ainda altera a produção de hormônios. A elevação do nível de cortisol noturno gera transtornos de memória e expande o risco de diabete. E faz o corpo produzir menos leptina, hormônio que reduz o apetite, e mais grelina, que o aumenta. Assim, ganha-se peso. Certos estudos relatam mais mortalidade em populações que dormem menos de sete horas por noite. Fora isso, noites maldormidas causam mau humor, cansaço, baixa produtividade, distração e reflexos lentos. Em recentes pesquisas da National Sleep Foundation, nos Estados Unidos, cerca de 63% das pessoas relatam dormir menos de 7 horas de segunda a sexta- feira, “compensando” no fim de semana. Uma parte desse grupo afirma sofrer com problemas de relacionamento (33%) e dificuldade em se manter alerta na direção – 48% já cochilaram ou dormiram no volante no último ano. Os cálculos americanos são de aproximadamente 100 mil acidentes relacionados à fadiga por ano. E eles resultam em mais de 1,5 mil mortes.

Leia Também