Quinta, 23 de Novembro de 2017

Edil recua e mantém parceria com Murilo

15 SET 2010Por 13h:45

Lidiane Kober

O vice-prefeito Edil Albuquerque (PMDB) deve recuar e manter sua candidatura de primeiro-suplente do vice-governador Murilo Zauith (DEM) na disputa por vaga de senador. Ele cogitou abandonar o pleito por considerar que o comando do PMDB não cumpriu compromissos de campanha. Para Edil, o partido excluiu a candidatura de Murilo da lista de prioridade na batalha eleitoral.
O fato é que o vice-prefeito foi alvo de pressão para não “cair fora” da disputa na reta final da campanha. Quem mais articulou para convencer Edil a continuar na suplência de Murilo foi o prefeito Nelsinho Trad (PMDB), que, no período pré-eleitoral, recebeu do governador André Puccinelli (PMDB) a missão de encontrar um suplente de Campo Grande para o vice-governador.
De Brasília, por telefone, ontem, o prefeito contou que Edil “vai ficar” na suplência. Para convencer o seu vice, Nelsinho destacou, com base em pesquisas, a evolução das intenções de votos para Murilo, na Capital. Ainda se levou em consideração a crise que a desistência de Edil causaria na coligação do PMDB.
O vice-governador também confirmou a continuidade da parceria com o vice-prefeito. “Hoje (ontem) de manhã o Nelsinho me ligou de Brasília e disse que tudo está encaminhado”, revelou. “O Edil é uma ótima pessoa, por isso, quero que ele continue do meu lado”, completou.
O vice-prefeito, por sua vez, não confirmou a continuidade de sua candidatura. Hoje, em conversa com Nelsinho, ele decidirá seu destino.

Leia Também