Domingo, 19 de Novembro de 2017

Economizar mais e poluir menos é simples

22 JAN 2010Por 06h:57
Dois pensamentos devem ser levados em consideração pelo motorista antes de ligar o carro: posso economizar combustível e poluir menos o ambiente em que vivo. Como se sabe, os gases emitidos pelo cano de descarga das motocicletas, automóveis, picapes e caminhões, são extremamente nocivos à camada de ozônio e contribuem para o chamado efeito estufa, que causa o temido aquecimento global. À medida que consumimos mais combustível, quer seja álcool, gasolina ou diesel, poluímos mais. Como vimos acima, o primeiro passo é procurar um posto de combustível confiável, que venda bons produtos. Depois disso outras atitudes contribuem bastante na economia: Economize combustível:  Ao ligar seu veículo pela manhã, a menos que ele seja um modelo muito antigo, evite “esquentá-lo”. Esse hábito, comum há 20 anos, caiu em desuso. Hoje, com a injeção eletrônica e os avanços mecânicos, isso não é mais necessário. O correto é sair suavemente, sem aceleradas fortes e deixar que o motor atinja sua temperatura de funcionamento ideal com o carro em movimento.  Quanto maior a pressa de chegar, maior será o consumo. Se o seu carro tiver computador de bordo, é fácil verificar isso. Faça as médias de km/l nas duas situações, quando você está com pressa e quando tem tempo de sobra para o caminho. A diferença de consumo chega a variar em 30%. Por isso, tente sair uns minutos mais cedo e vá com calma. Isso ajuda ainda a evitar acidentes;  Acelere suavemente e troque de marchas no tempo certo. Não “estique” as marchas nem as troque antes do tempo.  Mantenha o motor regulado e faça revisões periódicas de acordo com as recomendações do fabricante.  Pneus descalibrados podem aumentar o consumo em 20%. Habitue-se a verificar a pressão dos pneus pelo menos a cada dez dias. A calibragem correta, que pode ser checada no manual do proprietário, ajuda ainda a fazer com que os pneus durem cerca de 15 mil quilômetros a mais;  Mantenha a manutenção em dia, trocando velas, filtro de combustível e de ar, e fazendo a limpeza dos bicos injetores no tempo determinado pelos fabricantes.  Se possível, planeje melhor os horários, evitando os momentos de trânsito mais intenso, e consequentemente, a queima desnecessária de combustível.  Faça as contas – álcool compensa mesmo? Com os preços praticados hoje, para a maioria dos veículos, já vimos que não. O ideal é que se faça as contas de quanto seu carro consome com álcool e com gasolina, dependendo do veículo, temos uma falsa impressão de economia ao abastecer o carro com o álcool, já que enchemos o tanque gastando menos. É fácil – encha um tanque com álcool e rode até o fim, faça a conta de quantos quilômetros por real gasto, depois faça a mesma conta com gasolina.  Se você é daqueles que gosta de levar um monte de objetos no porta-malas, cuidado. Carro mais pesado significa maior consumo.  Essa última dica serve também para sua saúde. Em percursos pequenos, como ir a padaria do bairro, prefira o uso de uma bicicleta ou uma boa caminhada. Nada mais ecológico e saudável do que deixar o carro em casa nessa hora.

Leia Também