Terça, 21 de Novembro de 2017

DS3:

5 FEV 2010Por CARLOS VALENTE E IVANA CENCI PARA AUTO PRESS, PARIS/FRANÇA00h:59
Que mel hor moldu ra do que a esplêndida capital francesa para o primeiro teste urbano do Citroen DS3? O novo compacto de prestígio internacional é o produto mais interessante de 2010, por vários motivos. Do ponto de vista estético, é o primeiro degrau do novo projeto DS. A filosofia subjacente a esta nova família de carros, segundo a Citroën, pode ser sintetizada no slogan “antirretrô”. Enquanto os concorrentes Mini, da BMW, e o 500, da Fiat, se resumem a modelos históricos do passado revistos sob uma interpretação moderna, a montadora francesa vai além. Ou seja, procura recuperar o espírito inovador da DS, série de modelos surpreendente para a época – foi lançada em 1955. O DS3 chega com cinco opções de motorização e três versões de acabamento. Seu preço parte dos 14.470 euros – equivalentes a R$ 37.500 – para uma versão básica particularmente bem fornida. O visual do DS3 conquista ao primeiro olhar, graças a um esperto mix entre elegância e dinamismo. Ele lembra uma luxuosa lancha “offshore”, graças às formas suaves embora não desprovidas de tensão e energia. Chegando mais perto, tem-se uma sensação de opulência: analisando a carroceria e o conjunto ótico munido de leds, esta impressão é reforçada. Visto de lado, sua área central torna-se pouco acentuada graças à pintura bicolor. A meta do DS3 é o segmento premium e a Citroën tem experiência para isso e alcança seu objetivo. As partes em metal escovado fazem boa figura, e não parecem falsas ou improvisadas. Os botões do console estão harmoniosamente dispostos, com fácil acesso, enquanto a grande tela do Media Center é bem visível, sem quaisquer problemas, mesmo em um dia ensolarado. O DS3 arranca um sorriso de admiração, há uma sensação de bem-estar diante de um fora de série em escala urbana, o que não é tão distante da realidade, porque, graças às inúmeras possibilidades de personalização, é quase impossível que um Citroen DS3 seja idêntico ao outro.

Leia Também