Quinta, 23 de Novembro de 2017

Desfile do aniversário da Capital deve reunir 25 mil

24 AGO 2010Por 09h:27
DANIELLA ARRUDA

Com a participação confirmada de 55 entidades até ontem, desfile cívico comemorativo aos 111 anos de Campo Grande deverá reunir pelo menos 25 mil pessoas no centro da cidade, conforme estimativa repassada pela Fundação Municipal de Cultura (Fundac). Em decorrência do tempo seco, a prefeitura e a defesa civil municipal vão montar estrutura de atendimento para a população que comparecer ao evento. Serão montados postos de distribuição de água em três locais ao longo do trajeto da Rua 14 de Julho. Também haverá ambulâncias e barracas do Corpo de Bombeiros e Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) para atender cidadãos que eventualmente passarem mal durante o desfile.
Conforme informações do diretor-presidente da Fundac, Roberto Figueiredo, o número de entidades a participar do desfile neste ano é mais que o dobro do ano passado, quando o evento teve presença de 21 entidades, entre escolas, associações beneficentes, Forças Armadas e outras instituições. “No ano passado, houve o aconselhamento para que crianças e idosos não participassem do desfile. Neste ano não há restrições, porém há a questão da baixa umidade do ar, e por esse motivo estamos alertando todos os participantes para que venham preparados e tragam as suas garrafas de água”, comentou.
Paralelamente, explicou, serão colocados pontos de distribuição de água no início, meio e final do percurso do desfile na Rua 14 de Julho. Duas ambulâncias ficarão de prontidão próximo às ruas Cândido Mariano e 15 de Novembro; já as barracas do Corpo de Bombeiros e Samu serão montadas nas imediações da Praça Ary Coelho.
A estimativa é que 10  mil pessoas desfilem na Rua 14 de Julho e cerca de 15 mil pessoas assistam ao evento, que tem duração prevista de duas horas e meia, segundo o diretor-presidente da Fundac. O desfile cívico começa às 8h, com abertura a cargo da Banda Municipal Maestro Ulysses Conceição. Entre as entidades que confirmaram participação, estão escolas públicas municipais e estaduais, com suas respectivas bandas e fanfarras, o Instituto Municipal de Campo Grande, o Comando Militar do Oeste, clubes de escoteiros, Liga das Escolas de Samba de Campo Grande, blocos de carnaval, proprietários de carros antigos, clubes de motos. O Projeto CIM também marca presença, com o tema “Imigração: Todos ajudaram a construir Campo Grande e Mato Grosso do Sul”. Haverá ainda desfile das principais colônias de imigrantes da Capital, como a japonesa e a libanesa.

Leia Também