Domingo, 19 de Novembro de 2017

Deputados voltam do recesso de olho nas urnas

31 JAN 2010Por MARIA MATHEUS07h:33
Os deputados estaduais voltam esta semana do recesso de olho nas eleições de outubro. A maioria dos atuais parlamentares tem a reeleição como meta prioritária deste ano. Dos 24 deputados, pelo menos 22 devem disputar a eleição. Embora a maioria assegure que a campanha não vai atrapalhar os trabalhos do Legislativo, há quem admita que boa parte dos deputados passará mais tempo no interior, nos municípios onde têm base eleitoral, do que na Assembleia. Os deputados são unânimes em afirmar que não existe eleição fácil. Portanto, mesmo os que fizeram carreira no Legislativo estadual, como é o caso de Ary Rigo (PSDB) – há 27 anos na Casa – terão de batalhar para permanecer na Assembleia. “Pelo quadro que está se desenhando, é uma eleição que será muito disputada, tanto para presidente, que será de dois turnos, como para o Governo do Estado, se tiver Zeca (José Orcírio dos Santos) e André (Puccinelli), como para o Senado”, avaliou Rigo. O deput ado Ma rqu inhos Trad (PMDB) concorda. “Acho que aqueles que vivem da política, devem se preocupar e aqueles que momentaneamente exercem a função pública esses não estão muito preocupados.” O peemedebista assegura que nunca foi fácil elegerse, apesar de vir de uma família com tradição na política sul-mato-grossense – o pai, deputado federal Nelson Trad (PMDB), iniciou a carreira em 1963, como vice- prefeito de Campo Grande, hoje administrada pelo irmão de Marquinhos, Nelsinho Trad (PMDB). “Sempre tive dificuldades, porque infelizmente aqueles que têm bens ganham das pessoas do bem”, afirmou. Assim como Rigo, Onevan de Matos (PDT) quer alcançar o sétimo mandato, mas agora terá um novo desafio – eleger-se pelo PSDB, partido no qual ingressou em outubro do ano passado, após deixar o PDT. “Hoje, no PSDB, mantive todos os meus parceiros e agreguei o PSDB. Será uma campanha tranquila, como sempre foi”, disse. O deputado Professor Rinaldo Modesto acredita na permanência da maioria dos atuais deputados. “Na última eleição, em 2006, tivemos quase 50% de renovação, onze novos deputados entraram. A renovação na próxima legislatura será menor,” avaliou. A primeira sessão da Assembleia, após 47 dias de férias, será na terça-feira. A solenidade de abertura do último ano da 8ª Legislatura começará às 8h30min, com a presença do governador André Puccinelli (PMDB). A primeira sessão ordinária será na quarta-feira.

Leia Também