Domingo, 19 de Novembro de 2017

Depois de 3 chamadas, UFMS ainda dispõe de 643 vagas

21 JUL 2010Por 20h:59
Silvia Tada

Após três convocações de candidatos, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) chamará, ainda, 643 pessoas da lista de espera, que deve ser divulgada hoje no site da Comissão Permanente de Vestibular (www.copeve.ufms.br). No início do processo seletivo foram abertas 981 vagas, oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), usando como base a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Apenas 35% das oportunidades foram preenchidas até agora, mas a expectativa é de que os novos convocados, que manifestaram interesse pela vaga, façam as inscrições na próxima segunda-feira.
Somente um curso teve todas as vagas completadas, segundo a Pró-Reitoria de Ensino e Graduação (Preg), que foi Ciências Sociais do campus de Naviraí, que oferecia 12 vagas – já remanescentes da seleção do primeiro semestre. Até mesmo o curso de Direito, em Campo Grande, que no processo seletivo era o que exigia maior nota dos candidatos, ainda conta com 17 vagas que não foram preenchidas.
O sistema de seleção foi nacional. As vagas eram disponibilizadas no site do Sisu e o candidato tinha acesso ao andamento da procura pelo curso desejado, conforme a nota mínima exigida. De acordo com a nota do Enem, o estudante podia mudar de curso, tanto da primeira como da segunda opção. Essa facilidade em escolher qualquer instituição do País pode ter feito com que muitos candidatos escolhessem a UFMS e depois avaliassem a possibilidade de realmente estudar no curso em que foi aprovado.

Inscrições
Os convocados na lista de espera devem fazer a inscrição somente na próxima segunda-feira, na secretaria acadêmica do curso escolhido. Caso o número de inscritos ainda não seja suficiente para completar todas as vagas ofertadas, há previsão de publicação de novo edital para a segunda lista de espera. As aulas começam no dia 9 de agosto.
Das 981 vagas em 29 cursos (201 das quais já eram remanescentes do primeiro semestre), somente 15% foram preenchidas na primeira chamada. Nas outras duas convocações, a UFMS não divulgou o percentual de matrículas. Neste semestre foi a primeira vez que a instituição mais tradicional do Estado utilizou como único critério a nota do Enem, sistema que será adotado também no vestibular de Verão 2011.

Leia Também