Segunda, 20 de Novembro de 2017

Delcídio promete caminhar com Orcírio na campanha eleitoral

16 ABR 2010Por 21h:07

Fernanda Brigatti, da Redação
Rose Rodrigues, de Três Lagoas

 

O senador Delcídio do Amaral (PT) declarou ontem, em Três Lagoas, que vai caminhar com o ex-governador José Orcírio dos Santos na campanha eleitoral, porque está decidido a seguir a agenda determinada pelo PT. "É um projeto coletivo do PT. Não pode cada um ter projeto individual", comentou. "Sigo o que o partido determinar", complementou. A unificação de agenda das duas maiores lideranças petistas era um desafio do comando do partido para não enfraquecer as candidatura de José Orcírio e de Delcídio. Os dois se afastaram, mais uma vez, depois da eleição do novo diretório regional, em 2009, e voltaram a se reunir na noite de ontem, no Encontro Regional do PT.

Delcídio se colocou à disposição de Orcírio e defendeu que o trabalho pré-eleitoral seja mais organizado, para que possa participar com mais frequência de atos políticos com o ex-governador. Para José Orcírio, a agenda conjunta com o senador deve acontecer, mas a pré-campanha petista ao governo não depende disso. "Já estou em pré-campanha e vou seguir minha agenda política, independente da companhia do Delcídio. Se coincidir, tudo bem, mas não vou ficar esperando".

O encontro que marcou a primeira agenda conjunta dos dois principais nomes do PT em Mato Grosso do Sul reuniu também lideranças e militantes de Água Clara, Selvíria, Aparecida do Taboado, Brasilândia, Bataguassu e Santa Rita do Pardo no plenário da Câmara Municipal.

 

Alianças

Em entrevista concedida no gabinete da prefeita Márcia Moura (PMDB), Delcídio destacou que a candidatura majoritária petista já tem algumas alianças amarradas; como PDT, PSB e PCdoB. Ele defendeu ainda que o suplente de sua candidatura à reeleição continue sendo o empresário Antonio João (PTB). "Não tem outro nome. Ele já está trabalhando comigo há oito anos", disse. O senador ressaltou que vai lutar pela manutenção do nome do empresário, por quem tem "admiração e carinho."

 

Incentivos polêmicos

Um assunto que deve provocar polêmica na visita de Delcídio e Orcírio a Três Lagoas é a política de incentivos fiscais. A revisão desses incentivos é uma das metas do ex-governador se eleito. "Não acho justa a isenção do jeito que está. Pretendo criar um incentivo diferenciado de ICMS. A outras cidades precisam ser oferecidos percentuais maiores. Como está, com certeza as indústrias vão todas para Três Lagoas. Pretendo seduzir os empresários com percentuais diferenciados", explicou. Conforme o ex-governador, o incentivo para a instalação em Três Lagoas seria, por exemplo, de 15% de isenção de ICMS e de 80% para Costa Rica. "Só assim vamos distribuir indústrias para outras regiões e desafogar Três Lagoas", afirmou.

Por outro lado, Delcídio defendeu que a política de incentivos aplicada hoje precisa apenas de maior planejamento, para que se torne mais isonômica. "As indústrias não vêm para cá apenas pelo incentivo, mas pela boa localização, abundância de energia e água", avaliou.

Leia Também