Quinta, 23 de Novembro de 2017

Decretada a prisão de acusado de homicídio

28 AGO 2010Por 08h:42
A Justiça decretou a prisão preventiva de Florisvaldo Francisco da Silva, o Borevi, de 45 anos. Ele foi localizado pela polícia e já está numa das celas da 4ª Delegacia, nas Moreninhas. Florisvaldo é acusado de matar com golpe de punhal Andréia de Souza, 32 anos, crime esse registrado na noite do último domingo.
De acordo com as informações, o assassinato aconteceu na Rua Nicomedes Vieira de Rezende, Bairro Vilas Boas, em Campo Grande, e horas depois, o barraco onde o acusado morava foi incendiado.
Andréia foi encontrada por uma tia, no quintal da residência de Florisvaldo. Ela estava ferida e chegou a ser socorrida, mas não resistiu ao ferimento. Conforme a polícia, vítima e Florisvaldo eram vizinhos e costumam consumir bebida alcoólica e drogas juntos.
De acordo com o adjunto da 4ª Delegacia de Polícia e responsável pelas investigações, Wilton Vilas Boas, o acusado confessou o crime, mas não detalhou o motivo. Ele disse apenas que ela o perturbava e que os dois discutiram na noite do crime.
Florisvaldo foi preso na tarde de quarta-feira, no Bairro Rita Vieira, quando seguia para a casa de parentes, com o objetivo de pegar dinheiro emprestado. Sua intenção era fugir para Cuiabá, em Mato Grosso, onde tem amigos e já morou.
No momento de sua prisão, Florisvaldo carregava uma mochila contendo roupas e objetos pessoais, bem como o punhal que utilizou para matar Andréia. “Estava tudo pronto para fugir”, contou o delegado Vilas Boas.
Para a polícia, o acusado relatou que após o crime fugiu para um matagal, no Bairro Itamaracá, e durante três dias se alimentou apenas de goiaba. Ainda de acordo com Wilton Vilas Boas, várias pessoas já foram interrogadas, dentre elas, parentes da vítima, mas até o momento ninguém confessou ter ateado fogo no barraco onde Florisvaldo morava. (VS)

Leia Também