Sexta, 17 de Novembro de 2017

Crachá poderá levar a polícia a falsos agentes autores de assaltos

9 MAR 2010Por 07h:47
Crachá aparentemente falsificado pode levar a polícia a prender os bandidos que se passavam por agentes de saúde para entrar nas residências para cometer assaltos, em Campo Grande. De acordo com a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Roubos e Furtos (Derf), que investiga os três roubos praticados pelos falsos agentes, o documento de identidade funcional estava junto com o uniforme encontrado jogado no Córrego Anhanduizinho, no fim de janeiro. Sem revelar detalhes, a Derf diz que no crachá há informações que podem levar os autores à prisão. O documento ainda está sob perícia. O uniforme encontrado - duas camisas de manga comprida, sendo uma na cor branca e outra laranjada -, uma gandola e o crachá, estavam dentro de um saco plástico. Ação Os falsos agentes atuavam em dupla. Uniformizados e com crachá funcional, se identificavam às prováveis vítimas como funcionários da Prefeitura de Campo Grande e precisavam entrar nas residências. Os moradores acreditavam e abriam os portões. Já dentro da casa, os bandidos, com armas de fogo, rendiam as vítimas e roubavam joias, dinheiro e outros objetos de valor. Em um dos roubos, os assaltantes feriram a tiro um pedreiro que trabalhava em uma residência no Bairro Aero Rancho.

Leia Também