Quinta, 23 de Novembro de 2017

Construção bate recorde em criação de emprego

5 AGO 2010Por 07h:32
São Paulo

A construção civil brasileira contratou 268,4 mil trabalhadores no primeiro semestre deste ano, o que representa o acréscimo de 10,93%. Com esse resultado, o número de empregados formais atingiu 2,725 milhões, novo recorde na série histórica, segundo pesquisa feita pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com a FGV (Fundação Getúlio Vargas).
Apesar desse desempenho, o ritmo de crescimento do nível de emprego desacelerou em junho, quando foram contratados 30,1 mil trabalhadores com carteira assinada, o que representou o aumento de 1,12% em relação a maio. Nos três meses anteriores, o saldo líquido mensal médio foi de 45,5 mil vagas.
Segundo o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, a desaceleração do emprego está ligada à proximidade das eleições, já que “diversas obras públicas estaduais foram concluídas e inauguradas nos últimos meses, sem o início de novas”. Além disso, ele destaca que “houve uma ligeira desaceleração no ritmo de crescimento da construção imobiliária”.
A desaceleração mensal no emprego foi mais sentida nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Ainda assim, em São Paulo, o setor empregava 735 mil empregados formais ao final de junho, patamar também recorde.

Leia Também