Sábado, 18 de Novembro de 2017

Concurso incentiva a leitura e a literatura

30 MAR 2010Por 20h:15

 

A Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), com o propósito de incentivar a produção literária para crianças e jovens e a leitura, como meio de conhecimento e cultura, tem promovido concursos de textos para professores que incentivam a leitura literária entre o público infanto-juvenil.

Em 2004, a FNLIJ iniciou a parceria com o Instituto Indígena Brasileiro para Propriedade Intelectual Inbrapi), presidido pelo escritor Daniel Munduruku. Agora, como uma ação de fortalecimento da nova década dos povos indígenas (2005/2015) proclamada pela Unesco, em parceria com o Inbrapi, por meio do Núcleo de Escritores e Artistas Indígenas, promove o 7º Concurso FNLIJ Curumim – Leitura de Obras de Escritores Indígenas. As inscrições vão até 30 de abril.

Poderão participar professores e educadores brasileiros residentes no País. O candidato inscrito deve informar a vinculação a uma escola ou instituição. Já o texto deve ser fruto de um trabalho de leitura dos livros de literatura para crianças e jovens de autoria de escritores indígenas.

Ele pode vir apresentado em forma de relato e deve mencionar a obra, ou as obras, do autor ou dos autores indígenas trabalhada, com a referência bibliográfica completa. O relato deve expressar o trabalho com a leitura dos livros de autores indígenas pelo professor entre as crianças, e seus desdobramentos, tais como interpretações, textos e propostas.

Os trabalhos deverão ser enviados até 30 de abril de 2010 para a sede da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil: Rua da Imprensa, 16, sala 1.215, CEP 20030-120, Rio de Janeiro (RJ). A comissão julgadora será composta por especialistas indicados pela fundação e pelo Núcleo de Escritores e Artistas Indígenas.

A seleção dos textos levará em conta critérios como: leitura de histórias indígenas para crianças e jovens, criatividade do texto, transmissão de conhecimentos da cultura indígena, valorização da cultura indígena, compreendida num contexto de diversidade e de respeito às suas diversas expressões. Mais informações no site www.fnlij.org.br.

Leia Também