Terça, 21 de Novembro de 2017

Começa campanha de prevenção à aids

9 FEV 2010Por 01h:39
A Secretaria Municipal de Saúde lançou ontem às 18 horas, na Morada dos Baís, a Campanha de Prevenção da Aids para o Carnaval deste ano, que tem como tema “Aids – Não Brinque Com Ela”. Em 2010, a Secretaria de Saúde vai contar com a parceria da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que vai distribuir displays de preservativos em sessenta estabelecimentos comerciais, e do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes (Sinpetro), que devem distribuir displays com preservativos e material da campanha em 176 postos de combustíveis. Além disso, segundo o secretário municipal de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, há previsão de que os vídeos da campanha sejam exibidos nas salas de cinema de Campo Grande antes de cada sessão. Nos dias de festa, o trabalho educativo será intensificado, inclusive na avenida Fernando Correa da Costa, onde acontece o carnaval popular da prefeitura. Entre as ações previstas pela secretaria de saúde estão a distribuição de preservativos, folders orientativos, além da mídia publicitária que inclui busdoors, jingles para rádios, vinhetas nos cinemas e as peças acessórias (camisetas, faixas e cartazes). “Há uma relação cultural do Carnaval com o sexo. E todas as vezes que a pessoa ingere bebida alcoólica, diminui o uso de preservativo e, como sabemos que o Carnaval é uma festa popular, em que as pessoas ingerem álcool, temos essa preocupação”, afirmou o secretário. Segundo ele, a campanha tem como público alvo a mulher, que, segundo ele, é mais responsável do que o homem, no que diz respeito à segurança da relação sexual. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os casos de aids notificados em Campo Grande são 2966, sendo que 2009 soropositivos são do sexo masculino e 957, do sexo feminino. Os heterossexuais somam 58,6% dos casos da doença. No período de 1984 a 2009, o total de mortes por aids na Capital chegou a 859 pacientes homens e 313 mulheres. A incidência maior do HIV é na faixa etária de 30 a 39 anos (1123 casos), seguida da faixa etária de 20 a 29 anos (801 casos) e da faixa dos 40 aos 49 anos (584 casos). O Ministério da Saúde também lançou, no último sábado (6), a campanha contra a aids para o carnaval. Com o slogan “Camisinha. Com amor, pai xão ou só sexo mesmo. Use sempre.”, os materiais publicitários devem ser veiculados ainda esta semana.

Leia Também