Segunda, 20 de Novembro de 2017

Com tempo seco e vento, bombeiros reforçam equipes

13 AGO 2010Por 06h:46
Silvia Tada

Além de sofrer com a baixa umidade relativa do ar, que voltou a ficar em 16%, e temperaturas altas (32 graus), o campo-grandense enfrentou, ontem, rajadas de vento de 66 quilômetros por hora, por volta das 12h. O registro foi feito na estação meteorológica da Embrapa Gado de Corte, localizada na saída para Aquidauana. A combinação de tempo seco e quente com ventos levou o Corpo de Bombeiros a criar uma força-tarefa para atuar no combate a incêndios nas áreas urbanas e rurais de Campo Grande, que começou a atuar ontem.
Os militares terão escala extraordinária para reforçar as guarnições operacionais. Por dia, 20 bombeiros que faziam o trabalho administrativo foram destacados para compor equipes de combate ao fogo.
O número de incêndios em pastagens de 2010 já atingiu quase o mesmo patamar de todo o ano passado, quando foram notificadas 698 focos. De janeiro a 10 de agosto deste ano já são contabilizadas 658 ocorrências. Comparado somente os primeiros oito meses do ano, houve aumento de 14,8% nos casos de 2009 para 2010.
“O número de chamadas aumentou muito e vimos a necessidade de manter equipes de plantão”, afirmou o coronel Joilson Santos de Paula. Conforme explicou, os municípios do interior têm as brigadas civis, em que moradores são treinados para combater o fogo.

Rodovias
Em dois pontos de rodovias federais, ontem, foi necessária a presença de policiais rodoviários para evitar acidentes, já que a fumaça poderia atrapalhar a visibilidade dos condutores. Em São Gabriel do Oeste, o fogo atingiu uma área particular próxima da BR-163, por volta das 9h30min e foi controlado cerca de duas horas depois. A pista ficou interditada e foi liberada no fim da manhã.
Já na BR-262, no distrito Arapuá, de Três Lagoas, outro incêndio próximo da rodovia aconteceu e chegou próximo de uma área de reserva florestal. A Polícia Rodoviária Federal notificou a PMA para investigação do que causou o fogo.

Tempo
O menor índice de umidade relativa do ar foi em Corumbá, 14%, a menor do País, que teve a maior temperatura do Estado, 35,4 graus. Coxim teve 16% e Ivinhema, São Gabriel do Oeste e Paranaíba, 17%. A temperatura começa a cair, hoje, nas regiões sul e oeste.
Em Campo Grande, a mínima hoje deve ser de 17 graus. Amanhã, os termômetros baixam para 10 graus e, no domingo e na segunda-feira, para 8 graus, segundo a meteorologista Cátia Braga, do Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos (Cemtec/MS).

Leia Também