Sexta, 24 de Novembro de 2017

Coletivo promove intercâmbio entre bandas

9 ABR 2010Por 20h:05

OSCAR ROCHA

 

Tempo de comemoração e balanço para o coletivo Bigorna Produções, sediado em Campo Grande. O início dos festejos acontece hoje, às 23h, no Barfly, com a primeira edição do Projeto Recebe, que destacará mensalmente shows com atrações locais.

Formada há um ano, o coletivo é integrado por bandas que uniram força para conquistar mais espaço em Mato Grosso do Sul e em outros pontos do País. As ações abrangem desde festas periódicas até festivais com a presença de nomes importantes da cena alternativa nacional, como foi o caso do Festival Fogo no Cerrado, que aconteceu no fim de 2009 em Campo Grande. O coletivo participa do Fora do Eixo, associação de bandas de vários estados, que promove regularmente intercâmbio entre os filiados.

Como resultado das atividades Dimitri Pellz, Facas Voadoras, Gobstopper, Jennifer Magnética, atualmente, conseguem visibilidade em festivais e até na programação de canais de televisão em rede nacional como MTV. O aspecto positivo da união das bandas aparece ainda no setor econômico. "Fazendo o levantamento das nossas promoções conseguimos criar empregos diretos e indiretos. Se for somar, somente nas festas da Bigornada, que acontecem mensalmente, podemos dizer que em um ano somou-se mais de 200 empregos, quer dizer, não é somente a parte artística que conta, tem a parte econômica também", avalia o baterista da banda Dimitri Pellz e um dos articuladores do coletivo, Jean Albernaz. Segundo o músico, seria muito complicado se cada banda fizesse suas promoções sozinha. "O ideal é que cada uma somente se preocupasse em tocar, mas para fazer carreira legal é preciso cuidar de vários aspectos ao mesmo tempo".

Na primeira edição, o Projeto Recebe destacará como banda anfitriã a Gobstopper, que receberá a Haiwanna e a James Banda. A intenção é de que a cada mês um integrante do coletivo apresente outras formações da Capital. No dia 17, esta prevista, também no Barfly, a Noite Britânica com a presença da Links e Stripped. No dia 24, acontece a Festa Bigornada, caracterizada pela apresentação de uma banda convidada de outro estado. Desta vez, a atração será a goiana Hellbenders, que começa a chamar a atenção no cenário nacional. O evento contará ainda com os shows da Dimitri Pellz, Facas Voadoras e Idis. Em maio, a comemoração continua. No dia 1, acontecerá a Noite Fora do Eixo com a apresentação da banda brasiliense Móveis Colônias de Acaju, que participou da edição 2009 do Festival Fogo no Cerrado. "O show da banda foi muito bom e conseguiu levar um bom público. Particularmente, os músicos gostaram muito da recepção. Como foram convidados para tocar no Festival América do Sul, em Corumbá, e queriam se apresentar novamente em Campo Grande, nos chamaram para realização", informa Jean. Outras formações locais deverão tocar na mesma noite. Nos dias 7 e 8 de maio, para encerrar a comemoração de aniversário do coletivo, a banda carioca Autoramas retorna à Capital com dois shows: no primeiro dia, em performance com instrumentos plugados; no segundo, divulgando o álbum acústico da MTV. "Autoramas estiveram algumas vezes na cidade e curtem muito tocar por aqui. Foi em um festival local que a banda conseguiu contato com a Guitar Wolf, que possibilitou que fosse para o Japão", lembra Jean.

Leia Também