Sexta, 24 de Novembro de 2017

Produção

Cinco empresas podem se instalar em polo do vestuário de Dourados

14 SET 2010Por 09h:17

Cícero Faria e Dourados

Uma indústria já está confirmada para ser instalada no Centro de Produção de Vestuário e Têxtil (Ceprovest), em Dourados. Outras quatro empresas apresentaram carta-consulta para se instalarem no local, segundo o secretário de Agricultura, Indústria e Comercio, Maurício Peralta, que acertou a manutenção do empreendimento em reunião com o prefeito interino, Eduardo Machado Rocha.
O Ceprovest, executado em parceria com  a Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul(Fiems),  funcionará em uma área de 140 mil metros quadrados às margens da BR-163, doada pela Prefeitura, e irá abrigar em torno de  30 grandes fábricas do setor têxtil.
Peralta antecipou, ontem, que a primeira indústria confirmada irá gerar 200 empregos diretos e ocupará uma área de mil metros quadrados. Outras quatro estão em fase de consulta ao município. “O Ceprovest abrigará os grandes empreendimentos do setor têxtil e uma área de 10 mil metros quadrados será destinada para a construção  de um ponto de comercialização”, explicou.
O local terá estrutura compatível à dimensão do projeto, citou o secretário. “A estrutura compreende galpões, agência bancária, creche destinada a atender aos funcionários, centro de formação de mão de obra, biblioteca do conhecimento e área de lazer”, conta.
“É um espaço com todas as condições para abrigar grandes fábricas, um projeto moderno que irá, sem dúvida alguma, mudar a realidade econômica e social da região da Grande Dourados, atraindo investimentos e ampliando a oferta de empregos, com a doação de áreas, incentivos fiscais, entre outros benefícios”, observou  Peralta.
Ele lembrou que o Ceprovest será um centro de comercialização atacadista, um complexo onde será possível desenvolver um trabalho de atrair caravanas de lojistas de outras regiões do país para fazer compras em Dourados, como ocorre em outros Estados, como em Cioanorte, no noroeste do Paraná.

Pólos
O lançamento do Ceprovest marca mais uma etapa do projeto do Polo Industrial de Confecções. O programa de incentivo ao micro, pequeno, médio e grande empresário do setor de vestuário já contempla a incubadora que atende micro e pequenas empresas instaladas no BNH 4º Plano e as médias que serão abrigadas no núcleo do Bairro Izidro Pedroso.
Em todos esses casos foram concedidos benefícios, como isenção de IPTU, taxa de aluguel, água, energia eletrica, doação de área, etc.
Peralta comentou que no Izidro Pedrozo serão construídos dez barracões de 240 metros quadrados cada um, para atender os empresários de médio porte.

Leia Também