Sábado, 18 de Novembro de 2017

Catedráticos do Samba homenageia os 100 anos do Timão

29 JAN 2010Por CRISTINA MEDEIROS01h:28
A Escola d e S a m b a Catedráticos do Samba, de Campo Grande – c om 33 anos de fundação – , viu no centenário de fundação do Sport Club Corinthians Paulista a oportunidade de levar para a Via Morena a história do clube e a paixão de sua torcida. Com o enredo “Sou louco por ti Corinthians, dos campos de várzea para uma nação de guerreiros – uma história de paixão e vitória”, a escola pretende mostrar a paixão e a religiosidade em torno do clube que tem milhões de torcedores pelo Brasil. “É claro que não conseguiremos colocar a trajetória dos 100 anos na avenida, por isso fizemos uma seleção do que é mais representativo”, explica Marilene Pereira de Barros, presidente da escola há 4 anos. Com um abre-alas e outros dois carros alegóricos, além de 600 integrantes, 9 alas e bateria com 55 ritmistas, a Catedráticos do Samba relembrará a história do clube desde a sua fundação, passando pela parte religiosa, simbolizada por São Jorge, a paixão da torcida pelo time e irá homenagear os cerca de, 30 milhões de torcedores do Timão. “Eu falo 600 integrantes, mas do jeito que o torcedor corintiano está nos procurando, certamente serão muito mais na avenida defendendo o nosso carnaval”, conta Marilene, que esteve na Escola de Samba Gaviões da Fiel, em São Paulo, colhendo informações para o seu carnaval – a escola paulistana colocará o mesmo tema no sambódromo. Com um carnaval orçado em cerca de R$ 35 mil, a escola campo- grandense, do Bairro Silvia Regina, terá entre os destaques a ala das baianas. “Elas representarão a a paixão corintiana”, diz a presidente, que está contando com apoio financeiro da torcida organizada do clube além de empresários. Desde sua fundação, a Escola de Samba Catedráticos do Samba acumula três títulos, o último em 2005, quando levou a história da dupla Délio e Delinha para a avenida.

Leia Também