Sexta, 24 de Novembro de 2017

Campus do IFMS de Nova Andradina vai ser inaugurado hoje

1 FEV 2010Por 07h:22
O Governo federal inaugura hoje, em Brasília, o primeiro campus do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), que fica no município de Nova Andradina. A cerimônia terá a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e será realizada à tarde, no Brasília Alvorada Hotel. Na solenidade, o reitor da instituição, Marcus Aurélius Stier Serpe, deverá convidar o presidente Lula para participar de outra solenidade de inauguração da unidade de ensino, desta vez, no município. “Depois do início do ano letivo, previsto para março, pretendemos fazer uma inauguração no município. Aproveitaremos o evento em Brasília para convidar o presidente Lula para que conheça a escola em Nova Andradina”, informou o reitor, que falou sobre a cerimônia na capital do País. “A solenidade em Brasília marca oficialmente a inclusão de Mato Grosso do Sul na rede federal de educação profissional e tecnológica, um dos cinco Estados que não faziam parte deste projeto”, avalia o reitor do IFMS. No Estado, o Instituto Federal está em fase de implantação em sete municípios: Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Ponta Porã, Três Lagoas e Nova Andradina, o primeiro a iniciar suas atividades. Para o pleno funcionamento das unidades de ensino, o Ministério da Educação (MEC) já autorizou a realização de concurso público. Foram liberados 130 cargos para docentes e 128 para técnicos-administrativos, distribuídos em seis campi. Os editais devem ser divulgados até o final do mês de março. No País A cerimônia de hoje também marca a inauguração simultânea de 78 campi dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, em vários Estados do País. O ato havia sido marcado para dezembro do ano passado, mas foi transferido. A cerimônia na capital federal oficializa a entrega de cinco campi dos Institutos Federais na região Centro-Oeste; 13 na região Norte; 16 no Nordeste; 18 no Sul e 26 no Sudeste; que representam um investimento inicial de R$ 175 milhões, entre construção, equipamentos e mobiliário. Destas, 32 já estão em funcionamento, com mais de oito mil estudantes matriculados. As demais começam as atividades a partir de março. Em pleno funcionamento, essas novas escolas poderão atender juntas quase 100 mil alunos com cursos técnicos de nível médio, licenciaturas e superiores de tecnologia.

Leia Também