Sexta, 17 de Novembro de 2017

Campanha das prévias entra na reta final

23 FEV 2010Por 03h:53
Faltando menos de duas semanas para a eleição interna do PMDB, que decidirá, no dia 7 de março, quem será o candidato do partido ao Senado nas eleições do dia 3 de outubro, o senador Valter Pereira e o deputado federal Waldemir Moka, de olho na vaga, aceleram o ritmo de campanha na reta final. Depois de percorrer as 78 cidades do estado, ambos estão retornando à maioria dos municípios disputando o voto de cada um dos correligionários. Valter Pereira, por exemplo, até perdeu a voz depois de reuniões e discursos em seis cidades do interior. Voltou afônico a Campo Grande, no domingo. Ontem, durante o dia, descansava tentando recuperar-se do problema na garganta para uma reunião, à noite, com lideranças de bairro filiadas ao partido na Capital. De quinta-feira até sábado, o senador esteve em Ribas do Rio Pardo, Itaporã, Naviraí, Itaquiraí, Fátima do Sul e Mundo Novo, informou sua assessoria, já que o senador não podia falar. Moka também não poupou a garganta, embora tenha conseguido preservar a voz. O deputado contou ter visitado 10 cidades de quarta-feira até domingo, quando retornou à Capital. Começou em Paranaíba e passou por Chapadão do Sul, Coxim, Pedro Gomes, Sonora, Douradina, Maracaju, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste e Antônio João. Ontem permaneceu em Campo Grande, avaliando a campanha com assessores. Tanto Moka quanto Valter asseguram que, em vez de dividir o partido, as prévias têm revitalizado o PMDB para as eleições deste ano. “O partido está mobilizado nos 78 municípios. Essa disputa é entre companheiros e reforça o PMDB para o pleito eleitoral”, assegurou Moka. “A prévia está reorganizando o PMDB. Ao convocar os filiados para participar da definição da chapa, os diretórios refizeram cadastros que estavam desatualizados, com gente que morreu ou mudou de endereço”, confirmou a assessoria de Valter Pereira, em nome do senador afônico. Hoje os dois parlamentares dão uma trégua à caça de votos dos peemedebistas e seguem para Brasília, para as atividades no Congresso Nacional. Enquanto isso, assessores agendam mais reuniões para que retomem a peregrinação na Capital e no interior na quinta-feira.

Leia Também