Segunda, 20 de Novembro de 2017

Campanha da Ciptran tem prazo “relâmpago”

4 FEV 2010Por KARINE CORTEZ23h:19
A ação educativa da Companhia Independente de Polícia de Trânsito (Ciptran) em frente às instituições de ensino começou ontem no Colégio Maria Auxiliadora, mas tem data para terminar. Será até o próximo dia 25, conforme informações do PM, Alírio Villasanti. Segundo ele, tratase apenas de uma campanha de conscientização para pais de alunos no início do ano letivo. Mas muitos motoristas que precisam passar pelo local nos horários de saída dos estudantes e até mesmo quem precisa buscar os filhos no colégio gostaria que a fiscalização do trânsito ocorresse todos os dias. “Hoje a polícia está aqui e está ótimo, estão de parabéns. Mas, e amanhã quando eles não estiverem, tudo vai voltar como era antes”, disse a dona de casa, Marile Fonseca Victória. Marilene contou que todos os dias precisa passar em frente da escola Auxiliadora e é um transtorno. “Isso aqui na hora do almoço é intransitável e todo mundo que passa está com pressa, então já viu o que vira o trânsito”, enfatizou. Os motoristas de transporte escolar ficaram muito satisfeitos com a presença dos policiais na manhã de ontem, porque dessa forma conseguiram vaga no estacionamento que deveria ser destinado a eles, mas também reclamaram do prazo estipulado para a campanha. “Toda vez que chegamos aqui tem carros particulares estacionados na nossa vaga e isso gera um transtorno enorme para nós, porque atrasa a entrega das crianças e nos força a parar em fila dupla. Por que não acontecer essa fiscalização todos os dias ou até de forma aleatória para pegar as pessoas de surpresa mesmo”, questionou a motorista Sandra Maroco. O aposentado Adair Acosta Escobar, 68 anos, esteve na escola Auxiliadora para buscar a neta e acabou estacionando em parte da faixa para as vans do transporte escolar. A polícia de trânsito orientou que Adair colocasse o carro um pouco mais para trás deixando livre o acesso à vans. “É sempre complicado. Realmente a gente não consegue estacionar. Todas as escolas deveriam ter estacionamento privativo”, disse Adair. O departamento Estadual de Trânsito (Detran) registrou em 2009 457 infrações por estacionar em fila dupla em frente das escolas e 40 multas foram geradas para motoristas que transportam crianças em desacordo com as leis de trânsito como, por exemplo, sem cinto de segurança no banco traseiro. Crianças Desta vez a campanha de conscientização também teve como foco as crianças que poderão “multar” os pais que cometerem erros no trânsito. Ontem elas receberam do Detran a cartilha com as alternativas de infrações e saíram loucas para fiscalizarem os pais. “Vou chegar em casa e falar para o meu pai. Agora posso te multar, hein papai!”, disse Lenon Betini Barreto, 10 anos. A estudante Isabela Espíndola Rodrigues, 9 anos, recebeu o talão de multa confeccionado especialmente para crianças e saiu dizendo para o pai prestar mais atenção porque ela estava de olho.

Leia Também