Domingo, 19 de Novembro de 2017

Câmara discute cassação de Ari Artuzi

15 SET 2010Por 13h:47

Fábio Dorta, de Dourados

Os vereadores douradenses começam a discutir hoje com a assessoria jurídica do Legislativo a formação da Comissão Processante que poderá resultar no impeachment do prefeito de Dourados Ari Artuzi (PDT), preso no 3º Distrito Policial de Campo Grande.
A abertura do processo, que poderá resultar na cassação de Artuzi, foi autorizada pelos vereadores na sessão ordinária realizada na noite de anteontem, quando eles aprovaram o relatório da CPI da Saúde, onde são apontados  vários indícios de irregularidades na gestão de Artuzi.
De acordo com o vereador Dirceu Longhi (PT), que presidiu a CPI, as principais irregularidades apontadas durante as investigações vão desde o desvio de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), falta de medicamentos e materiais nos hospitais públicos e nos postos de saúde, extravio de exames e indícios de fraudes em compra de combustíveis e até ausência de licitação na compra de remédios.
Conforme Dirceu, A CPI encontrou irregularidades em praticamente todos os setores da Secretaria Municipal de Saúde. “Um verdadeiro descaso, foi isso que nós apuramos nas investigações e, por isso, pedimos a instalação da Comissão Processante”, afirmou.

Leia Também