Quinta, 23 de Novembro de 2017

Cadela fareja cocaína escondida em veículo carregado de cimento

3 JUL 2010Por 00h:16
Thiago Gomes

A cadela farejadora “Rita” levou a Polícia Federal a apreender 4,6 quilos de cocaína pura. O fato se deu na noite de quinta-feira, por volta das 19 h, na BR-262, que liga Terenos a Campo Grande, onde os agentes federais realizavam a Operação Sentinela. O entorpecente seria levado para Cuiabá (MT).
No final da tarde de ontem, a Polícia Federal informou que fazia fiscalização na rodovia e interceptou uma carreta Scania carregada com cimento. O veículo era conduzido por Moisés Bezerra dos Santos, de 27 anos, residente em Corumbá.
Durante a abordagem, o motorista ficou nervoso e entrou em contradições às perguntas feitas pelos policiais. Diante de suspeitas sobre eventual tráfico de drogas praticado pelo condutor da carreta, os agentes procederam revista no veículo, com auxílio da cadela “Rita”, treinada para farejar drogas.
A vistoria permitiu a localização de cinco pacotes de cocaína escondidos numa caixa de ferramentas, junto à carga de cimento.

Contratado
Preso, o condutor da carreta alegou em seu depoimento que foi contratado por uma pessoa, em Corumbá, fronteira com a Bolívia, para transportar a droga até Campo Grande, onde a entregaria a uma pessoa que faria contato por telefone. Ele disse que receberia R$ 2 mil pelo transporte da droga.
Afirmou, ainda, ter conhecimento que o destino final da cocaína seria Cuiabá. Contudo, ele  não informou dados sobre o contratante e o destinatário que pudessem ajudar a polícia na identificação. As investigações prosseguem, visando a identificação dos envolvidos no tráfico.
Maconha
Por outro lado, policiais militares rodoviários da Base Operacional de Amandina, quando em fiscalização na rodovia MS-276, km 148, na quinta-feira, abordaram um veículo GM Vectra com placa de São Carlos (SP). O automóvel deslocava-se no sentido Ivinhema Nova Andradina.
Na abordagem feita pela equipe da Polícia Rodoviária Estadual, com uma vistoria minuciosa no interior do veículo, bem como nos bancos, painel frontal e assoalho, foram encontrados 71 tabletes de maconha.
Envolta em fita adesiva marrom, a droga pesou 94 quilos. Conforme declarações do condutor do veículo, no último dia 30 uma pessoa desconhecida o encontrou num posto de combustíveis da cidade de Dourados, contratando-o por R$ 7 mil para que pegasse o veículo em Ponta Porã e o levasse até São Paulo. O carro já estava “preparado” com o entorpecente.

Leia Também