Quarta, 22 de Novembro de 2017

PORTO PRÍNCIPE

Busca por sobreviventes começa a perder força

22 JAN 2010Por 08h:01
A busca por sobreviventes do terremoto que devastou o Haiti perdia força ontem, enquanto equipes de resgate começavam a recuar e a ajuda humanitária, embora em maior quantidade, ainda não era suficiente para as dezenas de milhares de pessoas que ficaram feridas ou desabrigadas. Um país desesperadamente pobre já antes do terremoto de magnitude 7,0 que deixou em ruínas a capital Porto Príncipe em 12 de janeiro e matou entre 100 mil e 200 mil pessoas, o Haiti agora pede ao mundo assistência básica. A violência e os saques diminuíram com tropas dos EUA dando segurança para a distribuição de água e comida. Vários haitianos que perderam suas casas seguiam o conselho do governo e buscavam abrigo fora de Porto Príncipe. Os hospitais continuam lotados e alguns partos vêm sendo realizados em locais de atendimentos improvisados. À medida que corpos são retirados de escombros, são encaminhados para sepultamento em valas comuns.

Leia Também