Domingo, 19 de Novembro de 2017

Briga por R$ 4 provoca duas mortes e deixa policial ferido

29 MAR 2010Por 11h:00
Desavença por uma suposta recusa de devolução de troco de R$ 4 acabou deixando duas pessoas mortas - Cristiano Pereira de Oliveira e Jorge Luiz Cardoso Júnior - e uma gravemente ferida. O fato se deu na noite de sábado, no Bar do Gordo, situado no Assentamento Eldorado 2, em Sidrolândia, a cerca de 68 quilômetros de Campo Grande, na noite de sábado. A terceira vítima, Genuwilson Teles Gomes, policial da Companhia de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe), encontra-se internada no Hospital El Kadri. Duas espingardas e dois revólveres, calibre 38, foram apreendidos no local. De acordo com a versão obtida pela polícia para explicação dos fatos, Genuwilson Teles, de 35 anos, integrante do grupo de elite da Polícia Militar, e mais um grupo de amigos, incluindo Jorge Júnior, de 30 anos, foram até o assentamento para pescar. O militar teria dado R$ 10 para o caseiro do pesqueiro, Rodrigo da Silva, comprar uma garrafa de pinga no Bar do Gordo, de propriedade de Valdecon Carrilho de Oliveira. O comerciante recusouse a voltar o troco de R$ 4. Rodrigo deixou o estabelecimento, mas informou ao proprietário que o dinheiro era de um policial e que ele viria buscá-lo. Exigindo o troco O militar dirigiu-se ao bar, acompanhado de três amigos, entre eles Jorge Luiz Júnior. Segundo informações da polícia, tão logo o policial e Jorge Júnior desceram do veículo (os outros dois ficaram no carro, modelo Belina), Cristiano Pereira de Oliveira, filho do proprietário do estabelecimento e que portava um revolver calibre 38, efetuou um disparo contra os dois. A bala acertou apenas o parabrisa do carro. Genuwilson Teles sacou a arma que trazia na cintura e respondeu ao disparo, quando então o próprio Valdecon, também armado com uma carabina, calibre 22, passou a disparar contra o militar. Na troca de tiros, o policial foi ferido no queixo e nos braços. O filho do dono do bar também foi atingido. Jorge Júnior correu em direção ao interior do bar e recebeu um disparo, efetuado por Valdecon, segundo relato policial, morrendo no local. O rapaz teria caído junto à porta, dentro de uma varanda, ficando em meio a uma poça de sangue e com ferimento na cabeça. O comerciante evadiu-se do local, levando o filho ferido. O corpo desta vítima foi encontrado em frente à Santa Casa, dentro de um carro. A Polícia Civil investiga o caso. O militar da Cigcoe continuava internado no El Kadri até ontem à noite.

Leia Também