Sábado, 18 de Novembro de 2017

Brasil tem última chance para liderar competição

29 MAR 2010Por 10h:46
O Brasil entra na reta final dos Jogos Sul-Americanos, em Medellín, na Colômbia, consolidado no segundo lugar do quadro de medalhas. Até o fim da tarde de ontem, os brasileiros haviam conquistado 91 medalhas de ouro, 40 a menos que os colombianos, líderes da competição. A Venezuela, terceira colocada, tinha 76 medalhas, e a Argentina, quarta, 46. A última oportunidade para os atletas nacionais superarem os anfitriões é hoje, dia em que mais 44 medalhas de ouro estarão em jogo. Amanhã, último dia de competições, serão distribuídos os últimos cinco ouros desta edição dos Jogos Sul-Americanos. Das 44 medalhas de ouro em disputa nesta segunda- feira, 18 são de modalidades em que o Brasil tem se destacado. A canoagem premiará mais 8 primeiros lugares. Ontem os brasileiros subiram no pódio em todas as categorias deste esporte, e conquistaram cinco ouros, duas pratas e três bronzes. A natação oferece mais 10 ouros hoje. Até ontem à tarde, o Brasil liderava a disputa na piscina de Medellín, com 14 medalhas douradas, mais que o dobro das cinco medalhas conquistadas pela Venezuela, o segundo país com mais primeiros lugares na natação. O Brasil também tem chances de se aproximar da Colômbia nas provas individuais da ginástica rítimica e tae kwon do, que juntas distribuem 12 medalhas de ouro. Os anfitriões, porém, devem mostrar sua força no levantamento de peso, que tem três medalhas de ouro em jogo.

Leia Também