Segunda, 20 de Novembro de 2017

Brasil melhora campanha no Sul-Americano

23 MAR 2010Por 08h:35
O atletismo tem sido o esporte responsável pelo bom desempenho brasileiro no quadro geral de medalhas dos Jogos Sul-Americanos, que acontecem em Medellín, na Colômbia. O Brasil tem demonstrado domínio no esporte, cujas disputas terminam hoje na cidade colombiana com a distribuição de 10 medalhas de ouro. Até o fim da tarde de ontem, o Brasil liderava a corrida do ouro no atletismo, com sete primeiros lugares, contra cinco dos colombianos, os segundos colocados neste esporte. Ontem à tarde, o quadro geral de medalhas apontava o Brasil com 26 ouros. A Colômbia, líder, tinha 46, e a Argentina, terceira colocada, 20. Hoje serão distribuídas mais 24 medalhas de ouro em esportes como maratona aquática, montain bike, hipismo, além do atletismo. Não é só o atletismo, porém, o responsável pela boa performance do Brasil. Ontem, o atirador Júlio Almeida conseguiu dois ouros, um na disputa por equipes na prova “pistola 10 metros”, e outro no individual da mesma categoria. A segunda-feira também foi dourada para a saltadora Juliana Veloso, que foi a primeira colocada do trampolim de 3 metros nos sa ltos orn ament a is. Na ginástica artística, a equipe nacional demonstrou favoritismo ontem nas primeiras apresentações, pela manhã. No solo, Diego Hypolito somou 15.750, pontuação bastante alta, que lhe garantiria, por exemplo, o ouro olímpico dos Jogos de Pequim, em 2008.

Leia Também