Quinta, 23 de Novembro de 2017

Brasil inicia produção de “plástico verde”

17 AGO 2010Por 09h:02
ADRIANA MOLINA

A partir de setembro, a empresa Braskem inicia em Triunfo (RS) a produção em escala industrial do chamado “plástico verde”. Trata-se do polietileno, originário do etanol, produto que transformará a indústria na maior produtora mundial de biopolímeros, e quinta no consumo nacional de etanol, com cerca de  700 mil metros cúbicos  por ano.
“Será a primeira indústria de plástico verde certificada no mundo”, afirmou o diretor de negócios de biopolímeros da empresa, Marcelo Nunes, durante palestra ontem, no Congresso de Tecnologia na Cadeia Produtiva da Cana-de-Açúcar em MS (Canasul).
O plástico verde comporta-se da mesma forma que o plástico comum, tem a mesma aparência, demanda, custo de produção e processos produtivos idênticos. Da mesma forma, não é biodegradável e requer cuidados especiais no descarte
A diferença está na redução da emissão dos gases de efeito estufa. Enquanto a produção de um quilo de polietileno de origem fóssil emite 2,5 quilos de gás carbônico, a do polietileno do etanol captura e fixa a mesma quantidade. Isso significa cinco quilos a menos do poluente no meio ambiente. (Com informações da assessoria de imprensa)

Leia Também