Sábado, 18 de Novembro de 2017

Bolsa fecha em queda de 0,92% dólar recua

27 ABR 2010Por 20h:16

São Paulo

 

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) teve desvalorização na rodada de negócios de ontem, na sequência de três pregões consecutivos de ganhos. Analistas destacam que o mercado precisa conhecer qual o grau de correções dos juros na reunião desta semana antes de consolidar tendência.

O Ibovespa, índice que reflete os preços das ações mais negociadas, retraiu 0,92% no fechamento, aos 68.871 pontos. O giro financeiro foi de R$ 4,47 bilhões, bem abaixo da média do mês (R$ 7 bilhões/dia). Nos EUA, o índice Dow Jones (da Bolsa de Nova York) encerrou o dia em leve alta de 0,01%. O índice mais amplo S&P500 cedeu 0,42%.

O destaque do dia ficou por conta das ações da Telebrás, que voltaram a disparar na Bovespa. A ação preferencial valorizou 26,01%, movimentando R$ 171,77 milhões, sendo o quarto papel mais negociado no pregão de hoje. O jornal "Valor Econômico" publicou notícia em que aponta a definição do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga) para os próximos dias.

O dólar comercial foi vendido por R$ 1,745, em recuo de 0,96%. A taxa de risco-país marca 177 pontos, número 0,57% acima da pontuação anterior. "O que nós temos é um movimento intenso de entrada, fruto de um bom volume de exportações. Esse movimento é intensificado ainda por um retorno de dinheiro, que vem para investir na Bolsa de Valores", comenta Johny Kneese, diretor da corretora de câmbio Levycam.

Entre as principais notícias do dia, o boletim Focus, elaborado pelo Banco Central, mostrou que a maioria dos economistas do setor financeiro voltou a elevar suas projeções para a inflação deste ano. O IPCA projetado para 2010 passou de 5,32% para 5,41%. A estimativa para a taxa Selic no final de ano também subiu: de 11,50% para 11,75%.

Leia Também