Sábado, 18 de Novembro de 2017

BMW Série 5 no Brasil

16 JUL 2010Por 07h:59
Paulo Cruz, com Auto Press

Prestes a ganhar uma concessionária em Campo Grande, a marca alemã de carros de luxo BMW, inicia no Brasil a venda da Série 5 em duas versões: os sedãs 535i e 550i. Os modelos, como é de se esperar numa marca premium, trazem o que há de mais evoluído tecnologicamente e pretendem acirrar a disputa em um mercado seleto e exclusivo que vai esquentar em Mato Grosso do Sul com a chegada da também alemã Audi em nossa Capital, ainda este ano.
É claro que para estacionar um desses modelos na garagem, com tanta tecnologia, design e ainda ostentando o emblema da BMW, é necessário pagar um alto preço. Os sedãs da Série 5, que estarão em exposição no Shopping Campo Grande nos próximos dias, partem de R$ 288 mil com o modelo 535i e chegam a custar R$ 395 mil, no 550i. O motor também serve para marcar essa diferença de preço. A variante mais barata é equipada com propulsor 3.0 de seis cilindros turbo. Gerenciado pelo câmbio automático de oito velocidades, este conjunto fornece 310 cv e leva o carro a acelerar de zero a 100 km/h em 6 segundos, de acordo com a BMW. Mais acima, o 550i carrega o motor 4.4 litros V8 TwinTurbo, ou biturbo. Com 412 cv e 61,1 kgfm, acelera de zero a 100 km/h em 5 segundos, ainda de acordo com o fabricante, e tem a máxima limitada aos 250 km/h.

Visual
Em relação ao exterior, ambas as configurações apresentam as mesmas linhas, mas “calçam” rodas diferentes. O 535i traz roda de liga leve aro 18, enquanto a 550i usa aro 19, com discos de freios dimensionados para a maior potência. Esta sexta geração trouxe novas linhas na carroceria, grade frontal remodelada e lanternas redesenhadas. A dianteira se destaca com conjuntos ópticos alongados, que invadem as laterais.

Os faróis duplos em formato circular são uma tradição desde a primeira geração da Série 5, de 1972. O capô é comprido e possui quatro novos vincos, reforçando a ideia de velocidade. Dois destes vincos são em “V” e abrigam o emblema da montadora na ponta. A linha de cintura alta e protuberante corta o modelo na altura das maçanetas e transmite sensação de movimento. Na traseira, as lanternas são horizontalizadas e invadem a tampa do porta-malas. O parachoques é destacado e possui um vinco na parte inferior, com um ar mais robusto.

A lista de equipamentos da nova Série 5 é completa, como não poderia deixar de ser. Estão presentes itens como ar automático com duas zonas, direção assistida, trio, rádio com CD, Bluetooth e entrada USB, sensor de estacionamento, alarme, computador de bordo, câmara traseira, teto solar, sensores de chuva e de luminosidade, sistema de navegação com mapas tridimensionais, entre outros.

A versão 550i acrescenta ar com quatro zonas, kit de ferramentas, banco traseiro bipartido e monitor de tevê. No quesito segurança, aliás, ambas as versões têm controle de estabilidade, seis airbags, ABS e faróis bixênon. Entre os opcionais, alerta de mudança de faixa, sistema noturno de detecção de pedestres além do interessante Connected Drive, que praticamente dirige ou estaciona o carro sozinho através de múltiplos sensores e dispositivos.

A briga da Série 5 é chique. Entre os concorrentes do três volumes da BMW estão o Audi A6, que começa R$ 272.700 no mercado brasileiro, e a Mercedes-Benz Classe E, com preços a partir de R$ 280 mil. Mundialmente, a marca bávara espera que as vendas dos modelos elevem a participação da Série 5 nas vendas globais da montadora. No Brasil, em 2004, um em cada cinco modelos vendidos pela marca era da Série 5. Já em 2009, era apenas um em cada 16 veículos vendidos.

Leia Também