Sexta, 17 de Novembro de 2017

Audiência define fábrica de fertilizantes

27 ABR 2010Por 20h:12

Rose Rodrigues, Três Lagoas

 

Está marcada para as 11 horas de hoje, a audiência para a assinatura de acordo para a construção da fábrica de fertilizantes da Petrobras, em Três Lagoas. O documento será assinado na sede da estatal, na Avenida Chile, no centro do Rio de Janeiro. A prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura (PMDB), junto com o governador André Puccinelli (PMDB), a ex- prefeita Simone Tebet; senadores e deputados da bancada federal de Mato Grosso do Sul também vão participar da audiência. Eles serão recebidos pelo presidente da estatal, José Sergio Gabrielli de Azevedo e a diretora de Gás e Energia, Maria das Graças Silva Foster, para tratar da elaboração do cronograma de lançamento e formalização do compromisso da fábrica.

Na mesma audiência, a prefeita Márcia Moura também vai protocolar a doação do terreno já adquirido pelo Governo do Estado e que será doado para a Petrobras, para a implantação da unidade na cidade. O terreno custou R$ 5,98 milhões aos cofres públicos e fica na Rodovia BR-395, ao lado da fábrica da International Paper e Fibria.

Com a formalização, a construção da fábrica de fertilizantes começa a sair do papel. Enquanto isso, vários técnicos de uma empresa terceirizada, contratada pela Petrobras já estão em Três Lagoas e iniciaram a medição e os estudos para elaboração dos projetos para obter as licenças necessárias e o Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambienta- (EIA/Rima). Este estudo deverá ser concluído até agosto, quando será feito o protocolo da licença prévia.

 

A fábrica

A construção da unidade está prevista para ser iniciada até o segundo semestre do próximo ano. O projeto da nova fábrica de amônia e ureia, usados na fabricação de fertilizantes em Mato Grosso do Sul vai se juntar às unidades da Bahia e Sergipe.

A unidade fabril vai produzir ureia granulada e perolada. A produção dos fertilizantes deve começar a partir de 2013, com uma capacidade anual de um milhão de toneladas e deve suprir a deficiência do Brasil por fertilizantes, que atualmente só produz 10% do que usa. A fábrica de fertilizantes da Petrobras de Três Lagoas receberá investimentos de aproximadamente US$ 2,2 bilhões e deve gerar cerca de sete mil empregos diretos (na fase de construção) e cerca de 500 quando entrar em operação.

Leia Também