Segunda, 20 de Novembro de 2017

Atrações de Genebra

19 FEV 2010Por 09h:53
A crise financeira global, de certa forma, mudou a postura da indústria automobilística. De tal maneira que o Salão de Genebra, que começa dia 4 de março e andava meio devagar nos últimos anos, voltou a atrair lançamentos interessantes e de ponta. E, dentro das novas diretrizes do setor, pelo menos para os olhos do mercado e do público, os holofotes no motorshow suíço vão focar nos compactos, com motores mais eficientes ou equipados com sistemas de propulsão ecologicamente corretos. O lançamento principal em Genebra é, sem dúvida, o novo Audi A1 (leia mais na página 4). Depois de muita expectativa e marketing, a marca das argolas vai estrear o seu menor modelo na Suíça, que reúne algumas características que ilustram bem as novas tendências do mundo sobre rodas. A Volvo também promete mais eficiência na nova geração do S60, que faz sua estreia europeia em Genebra - na verdade, o modelo foi mostrado no valorizado Salão de Chicago, que até bem pouco tempo atrás era uma pálida sombra do hoje esvaziado Salão de Detroit. O modelo prepara versões DRIVe, uma linha de motores trabalhada que anuncia emissões de CO2 inferiores a 115 g/km. O renovado S60 chegará ao Brasil no início de 2011. Antes disso, porém, é provável que o mercado brasileiro conheça a nova Kia Sportage, que compartilha plataforma com o Hyundai ix35, adotou desenho mais agressivo e faz sua estreia na Suíça. Na busca por eficiência, as marcas também querem provar que esportividade pode combinar com menor poluição. É o marketing da Porsche com a apresentação do seu 911 GT3R Hybrid. O cupê combina dois motores dianteiros que geram 81 cv. Mas na parte de trás, lá está o rotundo propulsor boxer 4.0 com seus generosos 486 cv. Nessa lógica de esportividade, até a pouco conhecida suíça Protostar aproveita que vai estar em casa para mostrar o Lampo², um conversível ousado e totalmente elétrico que promete um zero a 100 km/h em 5 segundos, máxima de 200 km/h e autonomia de 200 km. Os conceitos, como sempre, usam e abusam da tecnologia híbrida. A Citroën vai mostrar no evento o DS High Rider, apontado como o futuro DS4, segundo modelo da linha de luxo da marca francesa que começou com o DS3. O carro mescla um motor diesel com um propulsor elétrico traseiro. A parceira Peugeot faz o mesmo com seu SR1. O modelo que traz a nova logomarca da montadora debuta em Genebra com sistema Hybrid 4. O protótipo reúne motor 1.6 a gasolina com turbo de alta pressão de 218 cv e 29 kgfm, motor elétrico de 95 cv, câmbio manual de seis marchas e tração integral. Um modelo que dificilmente sairá do papel, mas que serve para ditar os futuros modelos da Peugeot.

Leia Também