Sexta, 17 de Novembro de 2017

Arrecadação de impostos federais cresce 35% em MS

16 JUL 2010Por 08h:39
VERA HALFEN

A arrecadação federal de tributos em Mato Grosso do Sul cresceu 35,2%, em junho, na comparação com o mesmo período do ano passado, pulando de R$ 98,99 milhões em 2009, para R$ 133,89 milhões neste ano. Ao comparar o primeiro semestre de 2010 com o de 2009, o incremento foi de 8,3%. A soma da arrecadação semestral em 2009 fechou em R$ 735,81 milhões e em 2010 chegou a R$ 796,77 milhões.
Os impostos federais de maior relevância, arrecadados no Estado, são o Imposto de Renda, que alcançou 34,5% sobre junho do ano passado, elevando o montante de R$ 41,22 milhões para R$ 55,43 milhões. A Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), passou de R$ 27,24 milhões para R$ 40,85 milhões - crescimento de 50%. Já o IPI (Imposto sobre Produtos Industralizados), que registra crescimento de 36%, passou de R$ 4,18 milhões para R$ 5,71 milhões. Já o PIS (Programa de Integração Social), que arrecadou R$ 10,91 milhões em junho de 2009, neste, fechou a R$ 14,29 milhões, com crescimento de 31%.

País
No País, a arrecadação federal somou R$ 382,9 bilhões no primeiro semestre de 2010 - índice 12,4% superior ao verificado no mesmo período de 2009, de R$ 340,4 bilhões. O resultado é recorde para o período, considerando a série histórica iniciada em 1994. Os dados, divulgados ontem pela Receita Federal, são corrigidos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).
Considerando apenas o mês de junho, a arrecadação dos tributos federais atingiu o valor de R$ 61,4 bilhões, maior marca para o mês. O resultado é 8,54% maior do que o registrado em junho do ano passado. O crescimento do emprego, e o consequente incremento da massa salarial, a produção industrial e o volume geral de vendas em alta são considerados alguns dos principais fatores para o desempenho recorde da arrecadação.

Leia Também