Segunda, 20 de Novembro de 2017

Alívio

Após 11 milímetros, chuva pode voltar no fim de semana

15 SET 2010Por 07h:51

anahi zurutuza | MILENA CRESTANI

Depois de enfrentar 61 dias de estiagem, apesar de leve, a chuva que caiu ontem nos municípios das regiões sul, sudoeste, oeste de Mato Grosso do Sul e em Campo Grande resultou em melhora significativa na umidade relativa do ar, que nos últimos dias mantinha-se em níveis considerados alarmantes. Nova frente fria deve atingir Mato Grosso do Sul no próximo fim de semana e volta a provocar chuvas, conforme o meteorologista, Natálio Abrahão, da Uniderp/Anhanguera.
Ontem, pela manhã, a chuva que caiu na Capital atingiu a marca dos 11,6 milímetros, segundo dados da estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Embora seja considerada por meteorologistas de intensidade fraca, a “chuvinha” derrubou a temperatura, que desde o início da seca mantinha-se acima dos 30 graus, para 19,3 graus. Depois da chuva, a umidade do ar, em Campo Grande, subiu ontem para 90%, índice que durante a estiagem chegou aos 11%.
Dos municípios do interior, de acordo com o Inmet, Aquidauana teve o maior volume de precipitação. O acumulado da manhã chegou aos 23,2 milímetros. Em seguida, ficaram as cidades do sul do Estado, com destaque para Ivinhema e Sete Quedas, onde o volume de chuva ficou acima dos 15 milímetros.

Previsão
Conforme o meteorologista Natálio Abrahão, Mato Grosso do Sul deve ter chuva e queda na temperatura no sábado e domingo. “Os moradores não chegarão a enfrentar tempo seco novamente por conta da chegada dessa nova frente fria”. No entanto,  na sexta-feira, o Inmet prevê possibilidade de que a temperatura máxima atinja 40 graus, sem nenhuma possibilidade de chuva em todo o Estado.  
Hoje, o dia deve ficar com nevoeiro pela manhã e ensolarado no período da tarde na maior parte do Estado. “Hoje, muitas cidades, principalmente na região sul do Estado, devem amanhecer com nevoeiro e o sol aparece no período da tarde. A temperatura volta a subir um pouco”, explicou o meteorologista. Ele acrescenta que por conta da chuva registrada ontem, a umidade relativa do ar não deve voltar a atingir níveis críticos nesta semana.
O tempo deve ficar claro e parcialmente nublado na maior parte do Estado amanhã.

Leia Também