Quinta, 23 de Novembro de 2017

Antônio João anuncia plano de disputar a prefeitura

15 ABR 2010Por 03h:29
Lidiane Kober

O suplente de senador Antônio João Hugo Rodrigues (PTB) anunciou ontem o plano de disputar a Prefeitura de Campo Grande nas eleições de 2012. “Se há alguma coisa que quero na política é ser prefeito da Capital”, declarou. “E já estou trabalhando para isso”, completou. Lideranças partidárias do Estado afirmaram ver com “bons olhos” o projeto.

Segundo Antônio João, é antigo o sonho de concorrer a prefeito de Campo Grande. “Adiei uma vez o projeto, mas agora, nada me fará desistir”, afirmou. Nas eleições de 2004, ele saiu da disputa para abrir caminho para o deputado federal Antônio Cruz (PP).

Do PTB, o suplente de senador já ganhou apoio para participar da eleição. “O Ivan Louzada (presidente regional do partido) disse que tenho legenda para concorrer a prefeito”, contou. Porém, ele não descartou trocar de sigla para disputar o pleito. “Ao ficar sabendo do meu projeto, muita gente me convidou para ingressar em seus respectivos partidos”, revelou, sem dar mais detalhes. “Mas não tenho pressa para decidir isso. Agora, minha prioridade é entender, cada vez mais, de Campo Grande”, frisou.

Para viabilizar apoio político, Antônio João vem conversando com lideranças do Estado e garantiu não temer possíveis adversários. “Em disputa para prefeito da Capital, o Juvêncio (da Fonseca) começou com 2% contra 60% do Levy (Dias) e acabou virando o jogo. O mesmo aconteceu com o André (Puccinelli), que iniciou a campanha com apenas 3%”, enfatizou.

Empolgado com o projeto, Antônio João garantiu empenho em trabalhar por Campo Grande. “Tive dois grandes amores: meu pai e minha mãe, que esta terra abrigou. Eles construíram uma família aqui e meu coração é campo-grandense”, declarou. “Tenho ligação com esta terra e não sou italiano nem paraguaio”, brincou, referindo-se ao governador André Puccinelli (PMDB) e ao ex-governador José Orcírio dos Santos (PT). 

Diante do anúncio de Antônio João de concorrer à prefeitura da Capital, lideranças políticas adiantaram apoio ao projeto do suplente de senador. É o caso do vice-governador Murilo Zauith (DEM). “Fui companheiro uma vez e serei pela segunda vez, com o maior prazer”, disse. Em 2004, Murilo defendeu a candidatura de Antônio João a prefeito de Campo Grande.

Outro que considera a possibilidade de apoiar o suplente de senador é o atual prefeito Nelsinho Trad (PMDB). “Vejo com bons olhos a candidatura do Antônio João. Ele é uma pessoa preocupada com a cidade e tem experiência administrativa de sucesso na vida privada”, comentou. “Mas acho prematuro declarar, agora, apoio a ele, porque é cedo para falar sobre o quadro político-partidário das eleições de 2012”, ponderou.

Eleições 2010
Ao ser indagado se vai concorrer a um cargo nas próximas eleições, Antônio João salientou que topa apenas continuar como suplente do senador Delcídio do Amaral (PT), mas descartou preocupação em perder o cargo se o PTB confirmar aliança com o PMDB. “De qualquer forma, vou apoiar o Delcídio”, esclareceu.

Leia Também