Sábado, 18 de Novembro de 2017

André terá de explicar a Lula o apoio a Serra, diz Delcídio

18 MAI 2010Por 06h:35
sílvio andrade, de corumbá
adilson trindade, da redação

Para o senador Delcídio do Amaral (PT), o governador André Puccinelli (PMDB) terá de dar explicações ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva do seu apoio à pré-candidatura de José Serra (PSDB) à Presidência da República. Ele considera incompreensível a decisão de o governador dar palanque para o maior adversário da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) na corrida presidencial, depois de todo respaldo financeiro da União à administração estadual.
“O André vai ter de explicar o seu apoio a Serra”, disse Delcídio aos vereadores de Corumbá, no fim de semana. O governador deverá ser chamado pelo presidente para discutir a sua posição na sucessão presidencial. Nessa reunião, está prevista a participação do presidente nacional do PMDB e virtual candidato a vice na chapa de Dilma, deputado federal Michel Temer (SP). Lula deu sinal de não aceitar a ideia de André dar palanque a Serra só porque o ex-governador José Orcírio dos Santos decidiu desafiá-lo nas urnas.

O presidente esperava a gratidão do governador depois de todo o apoio dado à sua administração. Em entrevista ao Correio do Estado, Lula informou ter investido, durante o seu segundo mandato, mais de R$ 8 bilhões em Mato Grosso do Sul. Na reunião com vereadores corumbaenses, Delcídio destacou a ajuda financeira do Governo Lula ao Estado. Por esta razão, considera injusto André trocar Dilma por Serra na campanha presidencial.
Mesmo o governador ter negado a definição por Serra, ninguém no PT acredita na hipótese de ele apoiar Dilma na sucessão presidencial. O ex-governador José Orcírio dos Santos, declarou dias atrás, ser ingratidão de André recusar palanque para Dilma depois de tudo que ela fez pelo Estado. Mas André, segundo o presidente regional do PMDB, Esacheu do Nascimento, não tem condição de ajudar Dilma.

Leia Também