Quarta, 22 de Novembro de 2017

André seria reeleito hoje no primeiro turno

23 ABR 2010Por 07h:16
adilson trindade

Se as eleições fossem hoje, o governador André Puccinelli (PMDB) seria reeleito, no primeiro turno, com 54% das intenções de voto no cenário, que aponta a disputa apenas com o ex-governador José Orcírio dos Santos, pré-candidato do PT à sucessão estadual. O petista, no confronto direto com André, aparece com 36% das intenções de voto. Este resultado foi aferido na pesquisa do Ibrape, realizada para o Correio do Estado, com 1.647 eleitores no período de 8 a 14 deste mês em 8 regiões geográficas do Estado, representadas por 26 municípios.

A margem de erro estimada é de 5 pontos percentuais para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa indica ainda 7% de eleitores indecisos em quem votar para governador e 3% declararam a intenção de anular ou votar em branco.

Em comparação às últimas três pesquisas, André voltou aos 54% de agosto de 2009, porque em outubro do mesmo ano, o desempenho do governador oscilou 1 ponto para baixo.
Já José Orcírio vem ganhando terreno e reduzindo a diferença da vantagem de André. Em agosto de 2009, o ex-governador do PT apareceu com 30% das intenções de voto, subiu para 34% em agosto do mesmo ano e 36% agora em abril de 2010.
Em agosto, a vantagem de André sobre José Orcírio era de 24 pontos percentuais. Hoje é de 18 pontos.

Outro cenário
Em outro cenário, que conta com a inclusão do nome da senadora Marisa Serrano (PSDB), o governador André Puccinelli continuaria favorito a vencer as eleições no primeiro turno com 51% das intenções de voto. O ex-governador José Orcírio dos Santos aparece com 32% das intenções de voto. Ele está a 19 pontos percentuais atrás do seu principal rival político.

O pior desempenho na corrida eleitoral para governador é da senadora Marisa Serrano, que está com 8%. Ela ainda não definiu se vai concorrer ao Governo do Estado. Apenas ameaça entrar na disputa se o André não fechar aliança com o PSDB.
Neste cenário, 5% dos eleitores manifestaram não ter ainda um candidato preferido para governar Mato Grosso do Sul, enquanto 4% pretende anular ou votar em branco para governador nas próximas eleições.

Método da pesquisa
Além da entrevista com 1.647 eleitores de 8 regiões do Estado, o Ibrape esclareceu a metodologia da pesquisa. Segundo o instituto, a definição da amostra é proporcional ao universo real, ou seja, para cada grupo de 1.000 eleitores, 1 foi entrevistado e levou-se em consideração a proporção dentro de cada região, conforme o total de eleitores dos municípios, que serviram como base do levantamento da pesquisa. Por exemplo, na região do Bolsão, que tem em torno de 170 mil eleitores, foram consultados 170 eleitores distribuídos na mesma proporção de cada município da região.

A elaboração e responsabilidade técnica do plano amostral é dos estatísticos Luciano Henrique Mattos, analista de pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), e de Sidnei Junior. A coordenação geral de campo é da Patrícia Catanante.
A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 6.706/2010.

Leia Também