Segunda, 20 de Novembro de 2017

Alguns editais da Funarte ainda estão com inscrições abertas

28 MAI 2010Por 06h:07
Com investimento de R$ 61,25 milhões, a Funarte e o Ministério da Cultura lançaram este ano 35 editais de fomento às áreas de teatro, dança, circo, artes visuais, fotografia, música, literatura, cultura popular e arte digital. Por meio deles, serão concedidos mil prêmios e bolsas de até R$ 260 mil, que vão viabilizar projetos de produção, formação de público, pesquisa, residências artísticas, apoio a festivais e produção crítica sobre arte.

Entre aqueles que ainda podem ser inscritos estão: Prêmio de Composição Clássica (até 30 de setembro); Prêmio de Concertos Didáticos (até 28 de maio), Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura (até 21 de junho). Vários outros editais encerraram o prazo esta semana. “O orçamento da Funarte em 2010 é sinalizador do processo de valorização de todas as linguagens artísticas, construído no Governo Federal desde 2003. Esse processo está se consolidando com o compromisso assumido pelo ministro da Cultura, Juca Ferreira, e por mim, desde a minha posse, no final de 2008”, destacou o presidente da Funarte, Sérgio Mamberti.

A intenção, segundo Sérgio, é aumentar anualmente o orçamento, possibilitando o acréscimo de contemplados.  “Trabalhamos na ampliação dos recursos da Funarte desde o ano passado e chegamos a esta soma, que efetiva uma nova fase de políticas públicas para as artes. Com esses editais, a Funarte atende um anseio de toda a sociedade brasileira, e principalmente da comunidade cultural, no sentido da valorização das linguagens artísticas”.
Uma das preocupações da Funarte é, cada vez mais, estabelecer critérios de seleção que possam beneficiar as melhores propostas. “Os projetos inscritos serão submetidos a uma comissão externa, de profissionais consagrados da área artística. A Funarte não tem nenhuma ingerência sobre a escolha dos vencedores. Essas comissões têm absoluta liberdade para conceder as premiações”, explica Sérgio.

Ponto de Cultura
Na terceira edição do Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura, o investimento será em torno de R$ 4,45 milhões. O programa oferece a artistas de diversos segmentos a chance de desenvolver um trabalho integrado a ações de Pontos de Cultura de todo o País. Para tanto, serão viabilizados projetos de residência, que levarão o artista a promover atividades integradas com os pontos e criar produtos finais de acordo com as demandas locais. Serão concedidos 127 prêmios, que variam de R$ 15 mil a R$ 90 mil.

O Ponto de Cultura é a ação prioritária do Programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura. Representantes da sociedade civil firmam convênio com o MinC e, por meio de seleção pública, criam Pontos de Cultura, que ficam responsáveis por articular e impulsionar ações já existentes em suas comunidades. Atualmente, existem cerca de 2,4 mil pontos de cultura espalhados pelo Brasil.
O edital, a ficha de inscrição e mais informações estão disponíveis no Portal da Funarte (www.funarte.gov.br). (OR)

Leia Também