Terça, 21 de Novembro de 2017

Agraer está pronta para atender melhor

3 MAI 2010Por 00h:06
A Agraer está concluindo um amplo e arrojado trabalho de gestão que transformou o antigo Idaterra, – órgão desprovido de regimento e planejamento para execução de suas ações, com estrutura defasada, na Agraer, a Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural, criada em 1º de janeiro de 2007, quando da posse do governador André Puccinelli.

Inúmeras providências foram tomadas gradualmente no sentido de recuperar uma instituição que, originalmente, era destinada a prestar assistência técnica e extensão rural aos pequenos produtores.

O governador autorizou inclusive a realização de concurso público para a Agraer. “Contratamos pessoal, realizamos inúmeros cursos e treinamentos, autorizamos que técnicos graduados fossem fazer doutorado, tudo visando a busca de uma gestão eficiente, moderna e que permitisse atingir as grandes metas da instituição: a pesquisa, assistência técnica e extensão rural, para atendimento aos agricultores familiares e assentados de Mato Grosso do Sul”, avalia José Antônio Roldão, diretor presidente da Agraer.

“Na próxima quarta-feira, dia 5, o governo do Estado entregará centenas de equipamentos, máquinas agrícolas, mais de uma centena de veículos, concluindo um processo que se iniciou com a distribuição de resfriadores de leite, tratores, insumos, máquinas pesadas para as prefeituras. Embora já estejamos trabalhando firme a bastante tempo, atingindo bons resultados, posso dizer que, hoje, a Agraer e nosso pessoal estão prontos para a prestação de um serviço ainda mais eficiente, com uma gestão administrativa leve e de excelência”, concluiu Roldão.

O engenheiro-agrônomo José Antônio Roldão, oriundo dos quadros do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Estado, foi escolhido pelo governador André Puccinelli, com o endosso de seu nome pela secretária da Produção, Tereza Cristina Correa da Costa Dias, para implantar a nova estratégia de gestão, moderna e de resultados, que garantirá que a máquina administrativa da Agraer passe a funcionar bem azeitada para uma prestação de serviços eficiente aos agricultores familiares e assentados sul-mato-grossenses.

Leia Também