Advogado é preso acusado de falsificar 18 decisões judiciais

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido no escritório dele

VÂNYA SANTOS 09/04/2013 10h36

Equipe da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco) prendeu hoje (9), em Campo Grande, o advogado Kleber George Sanches Hernandes, de 35 anos, por força de mandado judicial. Ele é acusado de falsificar 18 decisões, forjando a assinatura de juízes de Mato Grosso do Sul.

As investigações começaram a partir da informação da liberação de uma motocicleta NX4 Falcon e um Corsa no Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MS), por meio da utilização de decisões judiciais e ofícios falsificados. Os documentos foram apresentados no Departamento pelo advogado Kleber.

Durante a investigação, policiais apreenderam os veículos, que já estavam em poder de terceiros.

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido no escritório do acusado. Além das decisões falsificadas utilizadas para liberar os veículos no Detran, também foram apreendidas dezenas de decisões com falsificação das assinaturas de juízes. Investigadores da Deco também recolheram no local vários HD’s e pen drives, que foram analisados pela perícia.

Laudo
A conclusão dos peritos foi de que as decisões apreendidas no escritório de Kleber foram falsificadas e que as assinaturas dos magistrados são inautênticas. Já nos HD’s e pen drives foram encontrados 30 arquivos sobre decisões judiciais, inclusive contendo os nomes dos juízes que tiveram suas assinaturas falsificadas.

Também foram encontrados arquivos em branco e preenchidos, com datas alteradas e atestados médicos falsos, usados pelo advogado.

A pedido da Polícia Civil, a 3ª Vara Criminal de Campo Grande expediu mandado de prisão preventiva contra Kleber, que foi indiciado pelos crimes de falsificação de decisões judiciais e uso de documento falso. Se condenado, pode pegar pena de dois a seis anos de reclusão. 


Compartilhe