Quarta, 22 de Novembro de 2017

A união faz a diversão

23 JAN 2010Por 08h:21
Campo Grande nunca teve tradição em reunir muita gente em blocos na temporada de carnaval, mas 2010 promete ser um ano atípico para quem gosta de curtir a Folia de Momo nas ruas da Capital. Com trilha sonora de marchinhas, samba ou axé, a programação para este ano está concentrada e promete agradar quem estiver na cidade durante o carnaval. Hoje, por exemplo, o Cordão da Valu promove a primeira reunião, a partir das 14h, no Bar Carioca (Rua General Mello, 91, próximo à Feira Central). “Quem quiser conhecer o cordão e participar da folia no carnaval está convidado. Hoje vamos acertar os detalhes para sair na Festa de Momo”, observa Jéfferson Contar, que ao lado da esposa Silvana Torres Valu, criou e organiza o cordão. O ingresso custa R$ 3 e o contato pode ser feito pelo email cordaovalu@gmail.com. O cordão está formado há 4 anos e percorre ruas do centro da cidade ao som de marchinhas, nos sábados de carnaval. O bloco foi criado a partir da vontade de um casal e de um grupo de amigos da Capital, que se reuniam num bar voltado para o samba. “Sempre foi nossa ideia criar um cordão com os amigos, escutar marchinhas de carnaval. Aí, fomos reunindo amigos, organizando a banda – que é o único custo que temos – e o bloco começou a tomar força”, explica Jéfferson. Centenas de pessoas seguem o cordão da Valu, que tem trajeto histórico na cidade: passa pelo centro, na Rua 14 de Julho e Esplanada da Ferroviária. “É um trajeto que tem tudo a ver com a nossa proposta, de curtir um carnaval com marchinhas”, diz Contar. Não existe abadá e os participantes do Cordão da Valu, geralmente, vão fantasiados.

Leia Também