Sábado, 18 de Novembro de 2017

A chuva

1 MAI 2010Por 20h:57

Sempre ouvimos falar que os ladrões mais inteligentes, mais sagazes do mundo, são os nossos irmãos argentinos. E disso tivemos uma prova inequívoca.

Há uns 10 anos, encontrávamos, em excursão, em Buenos-Aires. Estávamos entreverados numa turma de 3 casais: – eu e a Dirce, Ermelindo e Eva, Mário Duarte e Edyr. Uma certa noite, deixamos o hotel e fomos, a pé, jantar num restaurante de luxo, a duas quadras do hotel.

No regresso, caminhávamos despreocupados, quando alguém enfiou, com violência, a mão no bolso esquerdo da minha calça. Ficamos surpresos, e, mais ainda, quando, no mesmo instante, caiu uma chuva de dólares sobre nós. Empolgados e ávidos, desandamos a pegar as notas no ar, ou a catá-las no chão.

Desse episódio, curto e verídico, saíram decepcionadas 7 pessoas. Em 1º lugar, os três casais, ao verificar que as notas de dólares eram falsas; em 2º lugar, o ladrão, que enfiou a mão no bolso errado, no bolso esquerdo, quando todo o nosso dinheiro estava no bolso direito...

...Refeitos do susto e da decepção, desandamos a dar gargalhadas.

Ao longe, a CASA ROSADA sorriu pela primeira vez! Sorriu de gozação...

 

Heliophar de Almeida Serra

Leia Também