Segunda, 20 de Novembro de 2017

A beleza dos aparadores

9 ABR 2010Por 20h:37

Daniela Pessoa, Bolsa de Mulher

 

Os aparadores têm enorme versatilidade na decoração de ambientes. Além de sua praticidade, oferecem a harmonia do local. Porém, é necessário ficar atento para escolher a forma e o material, já que o mercado dá várias alternativas. Vale também ter atenção no momento de decorá-lo.

Os arquitetos informam que a grande vantagem do aparador é a sua grande versatilidade. Por ser um móvel de tamanho médio, não ocupa tanto espaço e pode suprir sem problemas as funções de outros móveis, como é o caso do buffet, bar e mesa lateral. Outra função do móvel é oferecer organização à casa. É bastante usado para dividir 2 ambientes ou dar acabamento para os fundos de um sofá que necessite ficar no centro da sala. Os arquitetos acrescentam que o móvel já é usado há bastante tempo e nunca caiu em desuso. Tem mil e uma utilidades, por isso, não sai de moda.

Em geral, o móvel é usado na sala de estar, mas pode também ficar em uma sala de jantar e servir como um móvel de apoio durante as refeições. Ele também é bem-vindo num hall de entrada, em composição com uma obra de arte ou objeto de decoração de destaque, como quadro, vasos e cristais. Nos corredores, caso haja largura suficiente para colocá-lo, a peça pode agregar valor.

É ressaltado que, para usar o aparador junto à janela, é preciso observar a altura do peitoril com relação à altura do tampo do aparador. Este nunca deve estar acima do parapeito. Tanto por questão de segurança, para que os objetos não caiam da janela, quanto pela estética, pois a parede cria um fundo contra o qual os objetos ganham maior destaque. Um trecho de parede entre duas janelas é um lugar interessante. É ressaltado que o aparador não é só utilizado nas residências, mas em clínicas, lojas e escritórios também.

Para que esse móvel ganhe beleza e destaque, o local ideal é no hall de entrada, mas pode ficar em corredores, pois a largura (profundidade) dos aparadores não ultrapassa 0,40 cm, salvo em projetos especiais. Evite aparadores maiores que essa medida, pois vão acabar parecendo uma cômoda, considerando que o comprimento não deve ultrapassar a medida de 1,80, também, salvo em projetos especiais. A altura aconselhável é de 0,75 a 0,90 cm, mas existem outras medidas, o mercado até que absorve, mas esteticamente não fica bom, pois ele acaba ficando desproporcional no ambiente. O que devemos considerar em relação a essas medidas, é simplesmente a função que ele vai ter, pois existem aparadores para embelezar e outros para usar.

 

Modelos

Como o mercado lança novidades do ramo moveleiro a cada dia, muitos consumidores ficam em dúvida quanto ao modelo que vão escolher para sua casa. Os especialistas dão a dica para optar por um material resistente. Como é um móvel de apoio, deve suportar sobrecargas e eventuais arranhões. A madeira, seja maciça ou laminada, é sempre requisitada. Há peças com pés diferentes do tampo. Os pés podem ser com vários materiais, como os metálicos. O vidro como tampo cria um efeito interessante, mas ele precisa ser temperado.

Materiais naturais, como a palhinha e a madeira de demolição, estão em alta. Já o ferro envelhecido caiu um pouco. Se o ambiente for clássico, o aparador feito com ferro envelhecido pode ser usado, mas não é um material que está sendo usado ultimamente. A arquiteta diz que a tendência é aparador com design mais reto. Móveis com vidro preto laqueado, com espelho e com detalhes com brilhos estão no auge.

De acordo com os especialistas há peças com gaveta, com portas e com divisórias. Muitas pessoas procuram o aparador para usá-lo como divisória, porta-televisão, bar e para guardar CD e DVD. É observado que o aparador tem sido procurado por jovens.

Decoração

Para decorar o aparador, é preciso atentar para as proporções dos objetos e a do móvel. É aconselhado a usar objetos que mereçam mais destaque. O aparador valoriza as peças de decoração, tende a chamar atenção pela altura e localização isolada dentro de um ambiente. Portanto, deve estar sempre organizado. É sugerido copo de cristal, fotos, castiçais, vasos, quadros, dentre outros.

E a decoração vai variar de acordo com o uso. Se for usado como bar, é indicado bandejas com copo. Se for para a sala de jantar, um jarro com orquídeas ou um jogo de licor. Além disso, vale usar dois livros com uma bola de cristal e esculturas. Porta-retrato não está sendo muito usado, mas se a pessoa gostar, vale usar uns dois. Outra dica é não encher muito o móvel e sempre misturar as peças mais altas com as mais baixas.

Leia Também