Usina de Fukushima no Japão apresenta novo vazamento de gás radioativo

AGÊNCIA BRASIL 2 de Novembro de 2011 | 13h02

A Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, apresentou hoje (2) vazamento de gás radioativo em uma das fissões da central, indicando que pode haver um problema em um dos reatores. Segundo a operadora, não há registros de aumento dos níveis de temperatura, pressão e radiação dos reatores. Em março, quando houve o terremoto seguido por tsunami, a usina passou por explosões e teve vazamentos de radiação.

Ontem (1º), o porta-voz parlamentar do gabinete de governo, Yasuhiro Sonoda, tomou água coletada na usina.A água que Sonoda tomou foi retirada de poças localizadas embaixo dos prédios de dois reatores da usina danificada. Segundo autoridades, a água da usina passou por um processo de descontaminação e já está sendo usada para regar plantas.

Na tentativa de conter o início de vazamento de gás, a Tokyo Electric Power (TepCo) – que administra a usina – começou a injetar água com ácido bórico (substância utilizada para neutralizar reações nucleares) como prevenção.

A Tepco informou que os materiais radioativos que escaparam de um dos reatores não atingiram um nível considerado crítico. "Nós confirmamos que o reator encontra-se estável. Não acreditamos que possa ter impacto no nosso trabalho futuro", disse o porta-voz da TepCo, Osamu Yokokura.

O porta-voz da Agência de Segurança Nuclear do Japão, Hiroyuki Imari, disse que a detecção de gás não parece ser “um grande problema”. Mas assegurou que as causas serão investigadas.
 

Comentários
Mais de Brasil/MundoCahuana Andrea GuttierrezPeruana se aposenta aos 118 anos A peruana Cahuana Andrea Guttierrez se aposentou aos 118 anos. Ela é a mulher mais velha a pedir a aposentadoria dentre...'liberdade'Mulher corre nua em parque do RS Uma mulher, 30 anos, tirou a roupa para correr no Parque Moinhos de Vento, mais conhecido como Parcão, em Porto Alegre...SAUDAÇÃOPresidente do Irã parabeniza Dilma Rousseff por vitória em eleiçãoRouhani assumiu em agosto de 2013, substituindo Mahmoud AhmadinejadVATICANOAo receber movimentos populares, papa cita "globalização da indiferença"Ele acrescentou que esses movimentos populares "estimulam" a Igreja
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.