Rebelião termina com 18 presos assassinados

FOLHA ONLINE 9 de Novembro de 2010 | 17h35

Após aproximadamente 28 horas, terminou na tarde desta terça-feira a rebelião no complexo penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão. No total, 18 presos foram mortos por rivais. Desses, 15 foram assassinados no presídio São Luís, considerado de segurança máxima do Estado.

Outras três mortes ocorreram na Penitenciária de Pedrinhas, localizada ao lado do presídio, que sofreu uma tentativa de rebelião, segundo o major Diógenes Azevedo, comandante do batalhão de choque da PM e que participou da negociação. Ao final da rebelião, segundo o major, os cinco reféns que eram mantidos pelos rebelados do presídio foram libertados sem ferimentos.

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, segundo Azevedo, acatou algumas reivindicações dos presos para encerrar a rebelião. Eles pedem revisão dos processos e transferências para unidades prisionais mais próximas às famílias. Ontem, os presos haviam entregue nove corpos, três deles decapitados --em troca de alimentos.

Comentários
Mais de Sem brilho, Fluminense tenta embalar no Estadual contra o TigresEm Volta RedondaSem brilho, Fluminense tenta embalar no Estadual contra o TigresTestemunhas reforçam elo de Bumlai a sítio em AtibaiaSob suspeitaTestemunhas reforçam elo de Bumlai a sítio em AtibaiaDrone pode levar duas pessoas e substituir helicópterosTecnologiaDrone pode levar duas pessoas e substituir helicópterosSem cabimentoProfessor suspeito de estuprar três meninas em sala de aula é presoDocente é suspeito de abusar de meninas com idades entre 9 e 10 anos
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.