Rebelião termina com 18 presos assassinados

FOLHA ONLINE 9 de Novembro de 2010 | 17h35
O IMPARCIAL O IMPARCIAL

Após aproximadamente 28 horas, terminou na tarde desta terça-feira a rebelião no complexo penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, Maranhão. No total, 18 presos foram mortos por rivais. Desses, 15 foram assassinados no presídio São Luís, considerado de segurança máxima do Estado.

Outras três mortes ocorreram na Penitenciária de Pedrinhas, localizada ao lado do presídio, que sofreu uma tentativa de rebelião, segundo o major Diógenes Azevedo, comandante do batalhão de choque da PM e que participou da negociação. Ao final da rebelião, segundo o major, os cinco reféns que eram mantidos pelos rebelados do presídio foram libertados sem ferimentos.

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, segundo Azevedo, acatou algumas reivindicações dos presos para encerrar a rebelião. Eles pedem revisão dos processos e transferências para unidades prisionais mais próximas às famílias. Ontem, os presos haviam entregue nove corpos, três deles decapitados --em troca de alimentos.

Comentários
Mais de Vereadores querem criar CPI para investigar SolurbSUSPEITAVereadores querem criar CPI para investigar Solurbacidente aéreoExecutivo da TAM embarca em voo citado em premonição por 'confiança' O vice-presidente de Operações e Manutenção da TAM, Ruy Amparo, embarcou na manhã desta...Publicada lei que garante detecção precoce do câncer de próstata pelo SUSsaúdePublicada lei que garante detecção precoce do câncer de próstata pelo SUSAzambuja diz que secretários deverão assinar contrato com metas a serem cumpridasGOVERNADOR ELEITOAzambuja diz que secretários deverão assinar contrato com metas a serem cumpridas
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.