'Brasil é 1º colocado em pecados sexuais', diz Profeta da Chuva

VÂNYA SANTOS26 de Maro de 2014 | 13h30
Álvaro Rezende / Correio do Estado Álvaro Rezende / Correio do Estado

"Sem santidade, ninguém verá a Deus. O Brasil é o primeiro colocado em pecados sexuais e a igreja precisa se santificar. No púlpito não pode ter pecado sexual", está foi uma das declarações do profeta queniano David Owour, conhecido como Profeta da Chuva, durante a Conferência de Arrependimento e Santidade e a Preparação para a vinda do Messias, que começou ontem (25) e termina nesta quarta-feira (26) à noite. O evento acontece no Parque das Nações Indígenas, nos altos da Avenida Afonso Pena, em Campo Grande.

A primeira noite de conferência reuniu milhares de fiéis nos altos da Afonso Pena.

Hoje, às 14h, haverá adoração e intercessão destinados ao público em geral. O evento será encerrado às 19h com ministração do Profeta da Chuva, ocasião em que David Owour relata suas experiências suas com Deus.

Mais informações sobre a conferência podem ser obtidas na secretaria do Ministério Atos de Justiça por meio do telefone (67) 3341-6317.

Quem é David Owuor
David Edward Owuor é um profeta do Quênia. Ele abandonou a carreira de cientista médico para dedicar-se a pregar o Evangelho. Ele tem pregado arrependimento e santidade, a mensagem do fim dos tempos. Também tem repreendido com autoridade o afastamento da igreja no mundo todo. A mensagem que ele carrega é em um tom grave, sério e crítico.

Na internet, há um vídeo em que ele “comanda” o céu para abrir e liberar chuva e logo após suas palavras chove por mais de uma hora. Há vários outros episódios em que o profeta “faz chover”.

Com informações Revista Altar

Comentários
Mais de CidadesEstado poderá ter chuva com “alto poder destrutivo”TEMPOEstado poderá ter chuva com “alto poder destrutivo”Campanha do Agasalho da prefeitura distribui 11 mil peçasDOURADOSCampanha do Agasalho da prefeitura distribui 11 mil peçasIdoso é preso por abate de capivara e posse de espingardaCAÇAIdoso é preso por abate de capivara e posse de espingardaFPMPrefeitos cobram votação da proposta que aumenta o repasseHenrique Alves se comprometeu a discutir o assunto com os líderes partidários
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.